Destaque »

5° Fase da Operação Malebolge cumpre 40 mandados de busca e prende uma pessoa em Araxá

23 de outubro de 2020 – 14:58 |

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, hoje (23), a 5ª fase da operação Malebolge. Os policiais civis lotados na Ciretran de Araxá cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Supercarro inglês terá estrutura feita com nióbio da CBMM

A CBMM, empresa com sede em Minas Gerais e líder mundial na produção e comercialização de produtos de nióbio, anunciou na última  terça-feira, 6, uma parceria com a Briggs Automotive Company (BAC), companhia britânica que produz carros monopostos (para uma pessoa, normalmente usado em corridas), para a produção de um modelo que terá a matéria-prima em sua estrutura. O supercarro, batizado de BAC Mono, será um veículo para ser usado em pistas e também nas estradas. Segundo comunicado da CBMM, o modelo terá altíssima performance, design de vanguarda e as soluções de tecnologia mais inovadoras do mercado em sua concepção. “A parceria entre as empresas tem o objetivo de proporcionar ainda mais eficiência ao novo BAC Mono, já que o uso de ligas metálicas enriquecidas com nióbio no chassi implicará em uma redução na quantidade de material necessário para se atingir o objetivo estrutural do veículo”, informa Pablo Salazar, responsável pela área de Mobilidade da CBMM. “O resultado é um automóvel mais leve, com possibilidade de alcançar maior velocidade em menor tempo, além de oferecer melhor resposta de frenagem e segurança.”

Segundo ele, após a etapa de desenvolvimento e testes dos protótipos estruturais, a BAC implementará a tecnologia do nióbio em sua linha de produção comercial. A companhia também adicionou grafeno nos materiais compósitos aplicados nos painéis da carroceria do Mono.

De acordo com a empresa, que é controlada ela família Moreira Salles, materiais enriquecidos com grafeno e nióbio ajudam na melhoria das propriedades estruturais e permitem veículos mais leves, sustentáveis e seguros, objetivos cada vez mais buscados na cadeia automobilística global.

Corridas em locais remotos

No setor automotivo, além de desenvolver produtos inovadores de nióbio em parceria com diversas empresas, como carrocerias, chassis e discos de freio, a CBMM é parceira fundadora da Extreme E, projeto que contará com ações que visam chamar a atenção para as mudanças climáticas em todo o planeta.

O projeto estreia no próximo ano e contará com competições de utilitários-esportivos (SUVs) elétricos e ocorrerá em locais remotos como Amazônia, Senegal e Groenlândia. A empresa também é patrocinadora da Fórmula E, a “Fórmula 1 de carros elétricos”.

Mineira de Araxá, a CBMM tem mais de 400 clientes em 40 países, além de escritórios e subsidiárias na China, Países Baixos, Cingapura, Suíça e Estados Unidos. Fornece produtos e tecnologia de ponta aos setores de infraestrutura, mobilidade, aeroespacial e energia. No ano passado a companhia passou a atuar também com grafeno, ao fazer aportes na 2DM, de Cingapura.