Destaque »

Araxá registra o primeiro caso positivo de coronavírus

9 de abril de 2020 – 19:16 |

Na manhã desta quinta-feira, dia 09 de abril de 2020, o Comitê de Enfrentamento ao Covid-10 de Araxá, confirmou o primeiro caso de coronavírus no município de Araxá. O Boletim Epidemiológico foi divulgado às 11h35 …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Zema e Moro defendem integração na Segurança Pública

O governador Romeu Zema participou, junto com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, na semana que passou (18/2), no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, da abertura do seminário que marca a retomada da metodologia de Integração de Gestão em Segurança Pública (Igesp) no Estado. A ação – um marco no processo de integração das forças de segurança pública – tem por objetivo a contínua redução dos índices de criminalidade, aumentando, assim, a sensação de segurança da população mineira. A abertura do seminário, que segue ao longo de todo o dia, contou com palestras e debates de autoridades da área, como o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, general Mario Araujo. Na ocasião, o governador destacou a necessidade de se trabalhar de forma integrada para entregar melhores resultados para a população. “A segurança se fortalece quando ela tem autonomia e independência, coisa que nós nem sempre assistimos aqui em Minas Gerais, principalmente na Polícia Civil, que sempre foi muito submetida a interferências externas. Uma segurança não se constrói dessa forma. É necessário que se tenha mais autonomia e independência. Caso contrário, ela vai passar a servir aos interesses ou à pressão de alguém”, afirmou Romeu Zema. O governador ainda enfatizou o trabalho realizado em Minas e no país para combater a corrupção e oferecer uma gestão pública mais eficiente aos cidadãos. “Outro fator muito importante é termos lideranças que inspirem – e isso é o que faltou muito no Brasil nos últimos tempos. Quem tem como chefe alguém que se assemelha mais a líder de gangue que alguém que quer fazer o bem, é muito pouco provável que tenha em quem se inspirar”, afirmou Romeu Zema. “Agora, sabemos que não temos nenhum Deus à frente do Brasil e de Minas, mas pessoas que querem fazer o bem, bem-intencionadas, e isso tem um reflexo muito grande no psicológico e no todo da população. E é por isso que estou otimista de que vamos continuar avançando, porque quando o propósito é nobre, as pessoas enxergam”, finalizou o governador. A integração do trabalho das Forças é vista como fundamental pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que realizou uma palestra sobre o tema. Segundo ele, o trabalho desenvolvido no ministério tem surtido efeito na queda dos índices de criminalidade porque tem como foco o combate à corrupção, ao crime organizado e à criminalidade violenta. “São resultados muito positivos, muitas vidas salvas. Parabéns a todos os envolvidos no trabalho de segurança pública, sejam as forças de segurança federais, estaduais ou municipais. O mérito é de todos que trabalham nesta área. O que funciona bem é quando as forças de segurança atuam integradas, não só entre elas, mas quando é possível reunir outras ações de políticas públicas governamentais direcionadas igualmente à segurança pública”, disse o ministro Moro.