Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Esporte

Quatro dias, quatro vitórias: Avancini e Campuzano são os campeões da CIMTB em Araxá

O entorno do Tauá Grande Hotel tremeu com o Cross Country Olímpico (XCO) da Super Elite e consagrou Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) e Daniela Campuzano (Dc – Specialized) campeões da etapa de Araxá 2019. A prova aconteceu no domingo (28) e teve como vice-campeões o colombiano Fábio Castañeda e a argentina Agustina Apaza. As terceiras colocações ficaram para o português David Rosa e a brasileira Jaqueline Mourão (Sense Factory Racing). Avancini cravou a prova com 1h35m13s, seguido pelo colombiano Fabio Castañeda (1h36m47s) e o português David Rosa (1h36m52s). Entre as mulheres, a mexicana não deu espaço para as adversárias. Ela terminou com 1h19m01s, logo atrás a argentina Agustina Maria Apaza (1h20m29s), e em terceiro Jaqueline Mourão que completou em 1h21m14s. A prova foi de seis voltas para a Elite Masculina. A competição começou com José Gabriel (Corinthians Audax Bike Team) liderando o pelotão da primeira volta. David Rosa (Massi) e Henrique Avancini também acompanharam junto com o chileno Martin Vidaurre (Lapierre Vidaurrebikes), os brasileiros Daniel Grossi (Groovebikes/Chaoyang/Shimano/Asw), Luiz Henrique Cocuzzi (Equipe Lar – Scott) e Guilherme Muller (Cannondale Brasil Racing).
O pelotão se manteve até a terceira volta, quando o cenário mudou e definiu o último dia de competições para os homens. Avancini puxou e ganhou vantagem na liderança. Fábio Castañeda também ganhou diferença em relação ao terceiro colocado, o português David Rosa. “Dia duro aqui em Araxá. Larguei um pouco cansado sofri um pouco nas duas primeiras voltas, mas é bom sofrer em casa. A partir da terceira volta eu recarreguei as energias e consegui administrar o cansaço. Deu nisso, quatro dias, quatro vitórias”, comemorou.
Para o colombiano, um fim de semana de força e muito trabalho. “Foi uma prova muito dura, com um nível alto, já sabendo que Henrique Avancini estaria bem na competição. Foi muito bom tudo, pontos importantes que buscamos para o Mundial e ranquear para conseguir uma vaga olímpico para Colômbia”, comentou Fábio Castañeda.

Feminino
A mexicana Daniela Campuzano dominou a prova o todo tempo. Na primeira volta, Jaqueline Mourão e Agustina Apaza acompanharam a líder, porém, a partir da segunda volta, Daniela abriu em relação às segundas colocadas e manteve com vantagem até a quarta e última volta. “Este final de semana foi muito incrível, estou sem palavras com a torcida. Recebi muito apoio nas subidas, apesar que hoje foi um dia muito duro já que estou sentindo o cansaço dos dias anteriores, mas em compensação muito feliz com o resultado de tudo isso”, comentou.
A segunda colocada, Agustina Apaza, ficou feliz com o resultado. “A prova foi dura mas consegui manter na segunda colocação e estou contente com o resultado tanto do estágio de hoje, o XCO, quanto o resultado geral. São pontos importantes para mim”, finalizou.

Campeões da Etapa 
A mexicana Daniela Campuzano somou quatro vitórias nos quatro dias da CIMTB em Araxá, e com isso se consolidou campeã com uma vantagem de quase 10 minutos em relação a segunda colocada Agustina Apaza. Jaqueline Mourão foi a terceira colocada com quase quatro minutos de diferença em relação à segunda colocada.  Jaqueline Mourão, que veio com o objetivo de estar entre as primeiras colocadas da competição, conseguiu alcançar o que foi traçado e manter a camisa de líder. “Fiquei muito feliz, foi a primeira vez que competi nesse formato. A torcida estava maravilhosa e estou muito satisfeita de ter conseguido estes pontos que são importantes para a vaga olímpica. Além disso, continuo com a camisa amarela na competição”, comemorou.  Já no masculino a diferença do campeão Henrique Avancini foi de quase 5 minutos em relação ao vice-campeão Fábio Castañeda. Guilherme Muller conquistou a terceira colocação, seguida do português David Rosa. “Fiquei em sétimo na maratona e no decorrer da competição fui subindo e garantindo uma posição melhor, desde o início marquei um ritmo forte para conseguir meu objetivo e estou bem feliz”, disse.