Destaque »

Câmara realiza 2º Fórum Comunitário sobre exames para CNH

22 de julho de 2019 – 15:40 |

A Câmara Municipal realizou, na semana passada (17/07), o segundo Fórum Comunitário para discutir os processos de exames para CNH. O encontro, solicitado pelo Vereador Pastor Claudenir (PP), foi dirigido pelo Vereador Hudson Fiuza (PSL). …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Política

Presidente da Federaminas, Emílio Parolini é cotado para integrar governo de Romeu Zema

O presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), Emílio Parolini, pode integrar a equipe do governador eleito, Romeu Zema (Novo). Especialista em administração e um dos nomes mais fortes no meio empresarial mineiro, Parolini é cotado para assumir a presidência da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), uma das principais empresas públicas do Estado, ou uma pasta na área de fomento, como a Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi).

Conterrâneo de Zema, natural de Araxá, no Triângulo Mineiro, Parolini é formado em administração pela Universidade Fumec, com pós-graduação na mesma área pelo Sebrae-MG. Como representante de cerca de 300 associações comerciais e empresariais do Estado, o presidente da Federaminas diz que vai levar essa influência para o governo. “Importante a gente dizer que quando ele (Romeu Zema) chama o Emílio, ele chama mais de 300 cidades para participar, que fazem parte das associações. Ele não me fez o convite para qualquer cargo. Fui eu mesmo que me dispus a colaborar com o governo”, diz o presidente da Federaminas.

Antes do início da campanha oficial de Romeu Zema ao Palácio da Liberdade, Parolini foi responsável por abrir portas ao candidato do Novo com empresários e comerciantes no interior do Estado. “Tem essa relação de sermos conterrâneos de Araxá, ele conhece meu trabalho e, durante as visitas que ele fazia às cidades, claro, procurava as associações comerciais. Então, temos uma ótima relação”, completa Parolini.

Apesar de não estar definido qual cargo irá ocupar, Parolini não irá passar por processo seletivo, que tem sido realizado por duas empresas contratadas pela equipe de transição, a ONG Agenda Brasil do Futuro (ABF) e a Exec, empresa especializada em recrutamento de executivos. “Eu mesmo entreguei meu currículo ao Romeu Zema e estou aguardando uma análise. A ideia é que eu me licencie da Federaminas, sim, até porque não posso ocupar dois cargos”, disse Emílio, que tem mandato à frente da Federaminas até o fim de 2019.

Deputados ligados ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) dão a indicação de Parolini como certa para compor o alto escalão do futuro governo Zema. Apesar disso, a assessoria do governador eleito não confirmou a informação e informou que “os próximos secretários serão anunciados da mesma forma que os outros, por meio das redes sociais do governador eleito”. ( Hoje em Dia).