Destaque »

Primeiro jogo da final do Ruralão termina empatado

20 de agosto de 2019 – 11:18 |

Domingo, 18 de agosto, foi dia do primeiro jogo da final do Campeonato Ruralão 2019, promovido pela Secretaria de Esportes, para Chácara Dona Adélia x Fazenda Máfia. O …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Notícias

O abandono de cães e gatos no entorno do Grande Hotel do Barreiro foi tema de debate em Araxá

O encontro foi proposto pela direção do Tauá Grande Hotel de Araxá e aconteceu no último final de semana, na sede do hotel, no Barreiro. Participaram do encontro a direção do Tauá, representanda pelo gerente geral, Alexandre Vieira Cardoso Oliveira, assessoras de comunicação do Tauá Grande Hotel Luciana Lima e Márcia Leite, representantes do Conselho Municipal de Saúde, a coordenadora do Canil Municipal, Luisa Rodrigues, ONGs e entidades de defesa e proteção dos animais, vereadores Fernanda Castelha e Raphael Rios, bem como representantes da Prefeitura de Araxá e da imprensa. O abandono de animais domésticos no Parque Termal do Barreiro sempre aconteceu e vem crescendo a cada dia. Mas a problemática, desta vez, ganhou destaque por meio das redes sociais e mediante uma denúncia feita pelo diretor do Jornal “A Voz de Araxá”, Gilson dos Santos,  que teria publicado que “funcionários do hotel estariam dopando cães e gatos para depois levá-los para as regiões da Boca da Mata e Horizonte Perdido”. Diante da questão, a direção do Grande Hotel chegou a divulgar uma nota em redes sociais afirmando “repudiar maus tratos a animais, e que sempre incentivou funcionários e moradores a adotarem cães e gatos abandonados.” A reunião no hotel durou cerca de duas horas e, diante do impasse, pouca coisa ficou definida. O assunto que é de saúde pública ficou apenas no campo de sugestões, defesas e acusações. Em entrevista ao JORNAL INTERAÇÃO, a coordenadora do Canil Municipal, Luisa Rodrigues, disse “o mais tardar no mês de abril, a nova sede do canil municipal será inaugurada para abrigar em torno de 700 animais. Lá nós teremos veterinários em tempo integral, funcionários em tempo integral, baias para quarentena, maternidades e até sala cirúrgica. No final da reunião, o gerente geral do Tauá Grande Hotel de Araxá afirmou que as denúncias não procedem e que o hotel irá desenvolver ações e projetos para ajudar a resolver o problema. Segundo Alexandre Vieira Cardoso Oliveira, “essa é uma situação bem antiga, que não começou com o Tauá.  Nossa intenção é a melhor possível, pois chamamos todos os organismos  envolvidos na questão, a imprensa, Prefeitura, vereadores, canil, ONGs e a comunidade, para que a gente, em conjunto, busque alternativas para dar uma solução positiva ou, no mínimo, reduzir a situação e conscientizar e mobilizar a população em torno desse problema.”    Representando o Jornal Interação, Simone Maria Rodrigues Rosa, acredita que “esta situação de cachorros abandonados vem já por muitos anos. As ONGS, instituições, pessoa físicas que ficam sensibilizados com a situação vêm tentando diminuir à quantidade de cachorros em toda a cidade e no Barreiro da melhor maneira, adotando-os, criando canis e castrando os animais.

Mas como a situação dos cachorros é bem maior que isso e sabemos que para administrar um canil ou até mesmo uma chácara tem um custo muito elevado, ficando difícil manter.

Mesmo a cidade ganhando um canil que comportaria muitos deles, fazendo todas as castrações e a população não se conscientizar o transtorno continuará. Por isso, acredito que um dos melhores meios seria a conscientização em massa, começando a trabalhar com as crianças, um projeto no qual eu sugeri na reunião, pois com este trabalho seria mais fácil chegar aos pais e a toda a população”, concluiu.