Destaque »

Festival Saberes e Sabores oferecerá oficinas e degustações em Araxá

20 de julho de 2018 – 23:50 |

O festival Saberes e Sabores  vai levar para Araxá o melhor da culinária mineira. O evento reúne os restaurantes que são referências  na tradição entre os dias 20 e 22 de julho …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

17º Congresso das ACEs mineiras supera as expectativas

Foram quatro dias intensos de muitas atividades com muita qualidade, palestrantes de renome e a presença de empresários de todas as regiões do Estado, com participação superior a 500 particpantes – o maior público até então registrado nesse evento anual da Federaminas, de acordo com o presidente da instituição, o araxaense Emilio Parolini. O congresso superou totalmente as expectativas diante dos trabalhos realizados. O 17º Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais aconteceu entre os dias 5 e 8 de novembro, no Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá, e alcançou bastante sucesso por motivar a presença de empresários de todas as regiões do Estado e pela qualidade de seu conteúdo.

O presidente da Federaminas, Emilio Parolini, comemora o sucesso do congresso e a grande presença de empreendedores mineiros. “Nós conseguimos proporcionar uma troca de experiências muito grande entre as Associações Comerciais de todo o Estado aqui representadas pelos seus presidentes e executivos. Muitas empresas parceiras vieram ao encontro oferecendo produtos e serviços inovadores para os empresários presentes”, diz Parolini.

O XVII Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de Araxá foi promovido pela Federaminas, com o apoio da ACIA, trouxe à Araxá recorde de participantes com mais de mil empresários de todas as regiões de Minas Gerais para uma programação formada por palestras, oficinas e apresentação de Cases de Sucesso

Palestras – Na palestra “Inovação e marketing”, o especialista Fernando Kimura falou sobre a evolução dos meios de comunicação e mudanças de comportamento de consumidores ao longo dos anos. Mostrou exemplos de inovação e experiências na indução das vendas, destacando a importância das marcas na comercialização de produtos.

Em palestra sobre franchising, o vice-presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Gustavo Schifino, destacou o crescimento do setor, previsto para mais de 5% em 2014, superior ao do PIB, estimado em 0,9%, e com faturamento da ordem de R$130 bilhões. Para ele, franchising é o mais inteligente modo de negócio.

Ele afirmou que a rede de franquias cresceu 299%, e o número de lojas franqueadas no Brasil passou de 120 mil neste ano. São 164 redes, das quais 6,1% em Minas, que detém 8% das unidades no País, sendo 21% delas na área de alimentação.

A vice-presidente regional da ABF, Danielle Van Straten, anunciou a realização de diversos cursos de capacitação em franchising em convênio com o Sebrae. Após a palestra dedicada ao tema de franquias, foi realizada uma mostra com 13 marcas.

A Rede de Comércio Protegido foi apresentada pelo comandante da PM em Ponte Nova, major Luiz Faustino. Mostrou o sucesso do projeto que possibilitou a redução de 40% no número de crimes violentos nesse município.

Na palestra “Atitudes vencedoras”, o especialista Carlos Hillsdorf destacou a importância do associativismo e cooperativismo para a construção do sonho coletivo. Falou sobre incoerências do ser humano e apontou como imperativas as ideias diferentes. A simplificação tributária, segundo ele, pode ser alcançada com representatividade empresarial e vencendo-se as incoerências. “O crescimento de uma associação comercial vem dessa força coletiva”, acrescentou. Recomendou transformar dificuldades em oportunidades e ensinou o segredo da felicidade: o amor.

A experiência da Azul Linhas Aéreas foi exposta pelo presidente do seu conselho de administração, Pedro Janot, ex-executivo de grandes empresas nacionais e estrangeiras. Lembrou que a companhia aérea nasceu em 2007, em um mercado difícil que era dominado [98%]  pela Gol. A Azul, então, teve que inovar muito em preço, qualidade de serviço e, principalmente, tratamento aos clientes. No mundo moderno, explicou, a liderança não é mais conquistada. “Queremos nossos colaboradores vestindo a camisa da empresa”, disse.

Resultado: Em 2008, a Azul detinha 0,8% do mercado, e agora, mais de 20%. Na empresa, os colaboradores cuidam do cliente e este do acionista. Assim, para a empresa, o cliente interno é mais importante do que o cliente externo. “Com o mundo digital, entramos na era da verdade e não há empregado bobo”, arrematou Janot.

O jornalista Caco Barcellos apresentou a palestra “Como gerar equipes com sucesso”, em alusão ao programa global “Profissão Repórter”. O palestrante estabeleceu um link entre os desafios da carreira e a gestão de equipes e destacou a atitude como diferencial. Ele lembrou que, ao longo de qualquer trajetória, as ações orientam as decisões e as diferenciou em passivas, reativas ou ativas.

A palestra final foi feita pelo embaixador do Brasil no Panamá, Adalnio Senna Ganem, sobre oportunidades de negócios entre os dois países.

Cases – Cases de sucesso de ACEs foram apresentados no 17º Congresso pelos executivos das federadas de Teófilo Otoni, Mielly Maya Machado (Exponor- Mostra Empresarial do Nordeste Mineiro); de Elói Mendes, Anderson Bueno (luta contra feiras itinerantes); de Montes Claros, Ivânia Araújo (Correspondente Bancário BDMG) e Jacyara Mendes Ferreira (PROE); de Araxá, presidente Márcio Farid (Aciacred) e Valda Sanches (Fundação Cultural Acia). Também o presidente da Federaminas, Emilio Parolini, e o coordenador da área de serviços da CACB, Luiz Antônio Bortolin, descreveram a parceria firmada com a Fenacon/Sescon para disseminar, junto às 600 mil empresas de contabilidade ligadas a esse sistema, o uso de certificados digitais.

Conde dos Arcos – A abertura do 17º Congresso também foi palco da entrega do prêmio “Conde dos Arcos”, pela CACB. A premiação reconhece boas práticas das ACEs em formas alternativas de resolução de conflitos empresariais, em três categorias: Experiências de sucesso, Mutirão da conciliação empresarial – PACE e Mutirão da conciliação empresarial – Câmara.

Foram premiadas as associações comerciais de São Paulo, Campo Grande, Uberaba, Três Marias e Cachoeiro do Itapemirim.

Na programação paralela, houve o Encontro do PACE, o Encontro do Empreender, o Encontro da CEME, além do lançamento de produtos Federaminas.

Mérito Empresaria:

Mais de mil pessoas prestigiaram o Mérito Empresarial 2014 que a Federaminas realizou em Araxá para homenagear autoridades e dirigentes de empresas que se destacam em suas áreas de atuação. No evento, em 7 de novembro, o presidente da entidade, Emílio Parolini, afirmou que os mais de cem empresários do ano indicados pelas ACEs são verdadeiros guerreiros, como agentes de desenvolvimento que são ao gerar empregos e produzir riquezas.

“Agem, assim, como eficientes promotores do progresso, oferecendo a sua contribuição para edificar um país economicamente sustentável e socialmente justo. Portanto, são merecedores dos nossos aplausos e do reconhecimento da Federaminas”, enfatizou ele.

Além dos empresários, foram homenageados o superintendente do Sebrae-Minas, Afonso Rocha, o presidente da Jucemg, José Donaldo Bittencourt Júnior, e o banco Santander, como destaques de honra nas categorias Ação Associativista, Inovação Tecnológica, e Incentivo à Educação Superior e à Micro e Pequena Empresa, respectivamente.

Também foi homenageada a Associação Comercial de Nova Lima, por participar do 17º Congresso das ACEs mineiras com a mais ampla delegação.

Participaram do Mérito Empresarial 2014 da Federaminas cerca de mil pessoas.