Destaque »

Aracely assina convênio com o Ministério da Integração Nacional no valor de 45 milhões

13 de dezembro de 2018 – 11:45 |

O prefeito Aracely de Paula esteve em audiência com o Ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua, na quarta-feira, 12, em Brasília. O encontro no gabinete do presidente da Câmara Federal, Deputado Rodrigo Maia, marcou …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Cultura

Festas preservam a cultura indígena durante todo o ano em Minas

Dia_do_índio_Aldeia_Xucuru_KaririXacriabá, Pataxó, Maxacali, Krenak, Kaxixó, Pankararú, Xucuru-Kariri ou Mukurim, independente da tribo aldeada em Minas Gerais, todas possuem objetivos em comum:  a luta constante para manter vivos sua cultura, costumes, língua, e, principalmente, o território. Celebrar o Dia do Índio, comemorado todo dia 19 de abril, é fundamental para reafirmarmos a importância desses povos, conforme propõe Hilário Corrêa Franco, representante da Associação Indígena Xakriabá. “Que esse dia não seja apenas de comemoração, mas de reflexão. É um momento das comunidades se unirem em prol das resoluções dos conflitos que vivenciamos diariamente, uma época de buscar reconhecimento e, principalmente, respeito”. A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) lançou um em 2015 o Edital de Premiação das Festas Tradicionais das Comunidades Indígenas e Grupos Tribais. O resultado dessa política pública está sendo colhido durante todo este ano de 2016, quando as festas tradicionais desses povos, repletas de danças e jogos, estão sendo realizadas. Cacique da aldeia Gerú Tucunã Pataxó, localizada em Açucena, região do Vale do Aço, José Terêncio Braz, de 56 anos, assume o valor de tal realização. “Esse prêmio do Governo é fundamental para o reconhecimento do território e da cultura do nosso povo. O edital As pessoas se esquecem dos povos indígenas mineiros, lembram apenas das tribos do Norte do país. Antes não tínhamos onde buscar ajuda para realizar as nossas festas, então o edital veio na hora certa. Através dessas festividades, temos como objetivo ensinar as crianças e jovens sobre os nossos costumes e lutas”.