Destaque »

Araxá vai sediar o “XXII Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de MG

19 de julho de 2019 – 11:16 |

De 24 e 27 de outubro no Grande Hotel do Barreiro em Araxá/MG, será realizado o  “XXII Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais.  Um dos eventos mais tradicionais desta instituição, o Congresso …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home »

“OS GRANDES CINEASTAS BRASILEIROS” “CACÁ DIEGUES”

Francisco José Géa

Cacá Diegues, outubro de 2013

Seu nome completo é CARLOS JOSÉ FONTE DIEGUES, nasceu em Maceió, Alagoas, em 21 de março de 1940, estando atualmente com a idade de 78 anos de idade.

A sua iniciação no cinema, deu-se quando ele no inicio dos anos sessenta foi morar em   Paris, e lá conheceu a Cinemateca, e como já era um apaixonado por cinema, na França freqüentou diversos cursos de cinema, como produção, montagem, direção, roteiros e etc.. Aprendeu muita coisa que na sua volta ao Brasil, possibilitou na realização de grandes filmes.

Nasceu em Alagoas, mas a su formação aconteceu toda na cidade do Rio de Janeiro, onde foi criado e educado, pois a sua família mudou-se para a Cidade Maravilhosa, quando ele ainda era criancinha.

O seu início foi dentro das dependências do Museu de Arte Moderna do Rio, sempre freqüentando a Cinemática daquele museu. Enfim era um verdadeiro apaixonado pelo cinema.

Dirigiu filmes documentários experimentais, documentários em 16/mm, frequentou muitos cines-clubes, foi roteirista de alguns filmes, é um dos fundadores do ciclo do chamado “CINEMA NOVO”, do cinema brasileiro, escreveu como um ótimo cronista para diversos jornais brasileiros, um ótimo comentarista para a televisão, dirigiu magníficos filmes e ano passado foi eleito com um dos imortais integrantes da “Academia Brasileira de Letras”, onde ele ocupou a vaga deixada justamente por outro grande cineasta, que havia nos deixado, que foi o grande Nelson Pereira dos Santos.

O que pressinto é que CACA DIEGUES vai trazer mais inteligência, mais pensamento democrático, mais idéias plurais e mais aceitação, para aquela tão importante intuição cultural e literária, que este ano já completou 121 (cento e vinte um) anos de fundação, a casa de Machado de Assis, acho ficou mais rica e mais gloriosa com a presença de CACA DIEGUES, disto tenho a mais absoluta certeza.

“FILMOGRAFIA DOS SEUS PRINCIPAIS FILMES”

“CINCO VEZES FAVELA” 1962 – no episódio “Escola de Samba Alegria de Viver”

“GANZA ZUMBA” – 1964

“A GRANDE CIDADE” – 1966

“OS HERDEIROS” – 1971

“QUANDO O CARNAVAL CHEGAR” – 1972

“A ESTRELA SOBE” – 1974

“JOANA FRANCESA” – 1975

“XICA DA SILVA” – 1976

“CHUVAS DE VERÃO” – 1977

“BY BY BRASIL” – 1979

“QUILOMBO” – 1984

“UM TREM PARA AS ESTRELAS” – 1987

“DIAS MELHORES VIRÃO” – 1988

“TIETA DO AGRAESTE” – 1986

“ORFEU” – 1999

“DEUS E BRASILEIRO” – 2003

(FIM)

Francisco José Géa