Logo Jornal Interação

==

A Associação da Capela Mártir Filomena, fundada em 1990 no município de Araxá, é uma associação civil sem fins lucrativos e políticos, porém com finalidades religiosas, constituída pelo número ilimitado de membros, sempre trabalhando em prol da população na área sociossistencial e no fortalecimento cultural.

A Capela foi construída como ato de devoção à Filomena, uma escrava excluída socialmente por contrair varíola, doença muito recorrente na época e muito temida, pois todos acreditavam ser contagiosa. Ao falecer, Filomena foi enterrada e coloram uma pequena cruz referenciando o local onde a mesma se encontrava. Conta a história que os moradores que a conheciam, ao saber do ocorrido, acenderam velas e oraram à ela, sendo seus pedidos atendidos. Logo a “romaria” ao local onde Filomena havia sido enterrada era tão grande que foi construída uma capela e um cruzeiro. Até hoje, o túmulo de Filomena é local de peregrinação para milhares de pessoas do Brasil e até do exterior.

A Associação se mostra preocupada com a promoção da cultura na sociedade e afirma seu papel como segmento importante no local em que atua, promovendo neste ano de 2023 o 2° Encontro de Congado de Araxá e Região. Congado a fé que canta e dança.

Os eventos culturais revelam em seus acontecimentos criatividade, costumes, tradições, valores já vividos antigamente, expressões populares artísticas e culturais. Deste modo, agregam à população conhecimento, lazer e identificação pessoal, contribuindo para a formação intelectual e humana.

Neste local onde há mais de 50 anos foi o primeiro local em Araxá que acolheu a cultura dos negros, hoje se fortalece realizando o 2° Encontro de Congadeiros, momento que deve sempre ser, por nos lembrado de uma triste época do passado, de um Brasil enlameado por uma vergonha que acontecia no nosso torrão amado aonde nossos irmãos negros, eram pelos brancos escravizados triste fato histórico, que felizmente teve para sempre seu final, e que apesar de passados tantos anos, ainda nos entristece, e nos agonia o sofrimento, e a humilhação que esta valente raça negra tanto sofria com feitores que aplicavam  castigos aos negros com  tanta covardia. Felizmente uma princesa corajosa cumpriu o seu verdadeiro papel e decretou a Lei Aurea, libertando os escravizados, banindo este mal, portanto esta gratidão os negros tem no coração por ti Princesa Isabel, que mostrou que os negros são dignos de respeito, e não… escravos ou animal que o dia 13 de Maio, seja lembrado por todos nós, rezemos pedindo a Deus perdão por um dia termos tido a infelicidade de em nosso país termos tido a escravidão. Á vocês da raça negra, quero dizer que me orgulho de ser considerado como irmão, desta gente maravilhosa, a quem peço o perdão, e juro que carrego esta raça com amor no coração.

Realização: A Associação da Capela Mártir Filomena

Por ego

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.