Destaque »

FestNatal resgata e destaca tradição das Folias de Reis

18 de dezembro de 2018 – 11:53 |

Uma tradição que está na alma do mineiro. Símbolos da chegada do período natalino e recentemente reconhecidas como Patrimônio Imaterial do Estado, as Folias de Reis ganharam espaço este ano no maior Festival Natalino de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Notícias, Política

Eleições 2018: Todos os números das eleições em Minas e no Brasil

 

 

 

 

 

Com surpresas e novidades, terminou ontem (domingo), dia 07 de outubro de 2018, o primeiro turno das eleições  no Brasil.  A votação para o cargo de presidente, levou a disputa ao segundo turno, que será entre os candidatos Jair Bolsonaro do PSL que obteve  46,06% dos votos válidos, perfazendo um total de 47.568.081 votos.   Já o petista Fernando Haddad terminou o turno com 29, 24% dos  votos válidos ( 28.736.897 ).

 

 

 

 

 

Em Minas Gerais a surpresa maior,  veio com a passagem do candidato do Partido Novo Romeu Zema ao segundo turno, juntamente com Antônio Anastasia do PSDB, desbancando o petista Fernando Pimentel ( atual governador do Estado).  Zema que estava em terceiro em todas as pesquisas oficiais, saiu vencedor no primeiro turno, com  4.138. 967 votos ( 42,73%) dos votos válidos. Já Antônio Anastasia do PSDB, teve 2.814.704 votos ( 29,06% ) dos votos válidos.   O empresário Romeu Zema (Novo) creditou a expressiva votação nas urnas ao “cansaço” dos mineiros com os “políticos de sempre”. Para ele, a escolha de sua candidatura é uma oportunidade para que os mineiros fiquem “livres da administração que prejudicou o estado”. O candidato se diz confiante na vitória sobre Antonio Anastasia (PSDB) no segundo turno, já que o tucano representaria os “políticos de sempre”.Caso eleito, Zema anunciou o compromisso de não convocar nenhum deputado estadual ou federal para assumir cargos em seu governo. “Terei um secretariado 100% técnico. Os secretários serão escolhidos da mesma forma que uma empresa. Vamos selecionar no mercado”, assegurou. Zema ainda disse que as atuais 21 secretarias serão reduzidas para Nove, mas não citou quais serão elas. Sobre a Cemig e a Copasa, informou que a proposta é entregar a gestão para funcionários de carreira. Questionado sobre a importância de uma articulação com o Legislativo até para a aprovação de projetos de interesse do Palácio da Liberdade, Zema disse que será transparente e, se for preciso, apontará via impressa qual ou quais deputados se negam a aprovar um projeto importante para Minas. “Não tenho rabo preso com ninguém”, argumentou.
Zema chegou para a coletiva de imprensa por volta das 21h, quando o seu nome já havia sido confirmado matematicamente no segundo turno. Ele chegou ao centro comercial alugado às pressas pela campanha acompanhado do candidato a vice-governador, Paulo Brant, o candidato ao Senado, Rodrigo Paiva, e o vereador Matheus Simões.

Para o Senado, foram eleitos em MG: Rodrigo Pacheco do DEM com: 3.616.864 e Carlos Viana do PHS com 3.568.658. Surpresas para a performance da ex-presidente Dilma do PT que ficou em quarto lugar com 2.709.223 votos.

CONFIRA OS 77 DEPUTADOS ESTADUAIS ELEITOS PARA A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE MG

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) divulgou na noite deste domingo os 77 deputados estaduais eleitos em Minas Gerais. A Assembleia afirmou que a lista dos eleitos ainda precisava ser homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os eleitos assumem a 19ª legislatura em 2019 para mandato até 2023. Conforme a ALMG, serão 26 novos deputados, um índice de 33,77% de renovação. Dos 64 atuais deputados que se candidataram à reeleição, 51 foram eleitos, um índice de 79,69%.

Dos cinco deputados mais votados, três são novatos, entre eles o campeão de votos, Mauro Tramonte (PRB). Bruno Engler (PSL) e Cleitinho (PPS) são outros dois estreantes que ficaram em terceiro e quarto lugar. O segundo colocado foi Sargento Rodrigues (PTB), e o quinto lugar ficou com o também reeleito Noraldino Junior (PSC).

Na próxima legislatura, a Assembleia contará com oito novos partidos, passando de 19 para 27 legendas representadas. O estreante que elegeu mais parlamentares foi o PSL, partido do candidato a presidente Jair Bolsonaro, com seis candidatos matematicamente eleitos. A legenda que mais perdeu representação foi o MDB, que ficou sem 7 das 14 vagas que possui atualmente. O partido com mais representantes será o PT, que passou de 8 para 10 ocupantes.

Veja a lista dos eleitos:

1) Mauro Tramonte (PRB)

2) Sargento Rodrigues (PTB)

3) Bruno Engler (PSL)

4) Cleitinho (PPS)

5) Noraldino Junior (PSC)

6) Cássio Soares (PSD)

7) Leandro Genaro (PSD)

8) Beatriz Cerqueira (PT)

9) Léo Portela (PR)

10) Virgílio Guimarães (PT)

11) Fábio Avelar (Avante)

12) Dr. Jean Freire (PT)

13) Arlen Santiago (PTB)

14) Delegada Sheila (PSL)

15) Carlos Henrique (PRB)

16) Tito Torres (PSDB)

17) Cristiano Silveira (PT)

18) Mário Caixa (PV)

19) Del. Heli Grilo (PSL)

20) Fabio Avelar (AVANTE)

21) Sávio Souza Cruz (MDB)

22) Tadeuzinho (MDB)

23) André Quintão (PT)

24) Marília Campos (PT)

25) Agostinho Patrus (PV)

26) Antonio Arantes (PSDB)

27) Dalmo Ribeiro (PSDB)

28) Rosângela Reis (Pode)

29) Charles Santos (PRB)

30) João Magalhães (MDB)

31) Dr. Hely (PV)

32) Ulysses Gomes (PT)

33) Dr. Wilson Batista (PSD)

34) Gustavo Valadares (PSDB)

35) Glaycon Franco (PV)

36) Neilando Pimenta (Pode)

37) Doorgal Andrada (Patri)

38) Duarte Bechir (PSD)

39) Celise Laviola (MDB)

40) João Leite (PSDB)

41) Thiago Cota (MDB)

42) Ione Pinheiro (DEM)

43) Alencar Jr. (PDT)

44) Elismar Prado (PROS)

45) Leonídio Bouças (MDB)

46) Braulio Braz (PTB)

47) Gil Pereira (PP)

48) Leninha (PT)

49) Luiz Carneiro (PSDB)

50) Dr. Paulo (Patri)

51) Coronel Sandro (PSL)

52) Douglas Melo (MDB)

53) Zé Reis (PHS)

54) Carlos Pimenta (PDT)

55) Bosco (Avante)

56) Inácio Franco (PV)

57) Roberto Andrade (PSB)

58) Marquinho Durval (PT)

59) Gustavo Santana (PR)

60) Betão (PT)

61) Celinho Sinttrocel (PCdoB)

62) Laura Serrano (Novo)

63) Bartô do Novo (Novo)

64) Raul Belem (PSC)

65) Prof. Wendel (SD)

66) Cleiton Oliveira (DC)

67) Osvaldo Lopes (PHS)

68) Alberto Pinto Coelho (SD)

69) Coronel Henrique (PSL)

70) Repórter Rafael (PRTB)

71) Fernando Pacheco (PHS)

72) Guilherme da Cunha (Novo)

73) Ana Paula Siqueira (Rede)

74) Prof. Irineu (PSL)

75) Gustavo Mitre (PSC)

76) Zé Guilherme (PRP)

77) Andrea de Jesus (Psol)

Destaque para o candidato araxaense Bosco, que ficou em 55º lugar entre os 77 eleitos para a Assembléia Legislativa de Minas Gerais, com 72.535 votos.

 

 

 

 

 

 

CONFIRA OS 53 DEPUTADOS FEDERAIS ELEITOS EM MINAS GERAIS

Minas Gerais teve este ano 861 candidatos aptos na disputa por uma das 53 vagas do estado na Câmara dos Deputados.

Confira a lista dos eleitos

1 Marcelo Alvaro Antonio (PSL) 229.630

2 Reginaldo Lopes (PT) 193.822

3 Andre Janones (Avante) 178.330

4 Paulo Guedes (PT) 174.022

5 Aurea Carolina (Psol) 162.604

6 Gilberto Abramo (PRB) 161.957

7 Cabo Junio Amaral (PSL) 158.273

8 Eros Biondini (Pros) 156.872

9 Rodrigo De Castro (PSDB) 131.014

10 Rogério Correia (PT) 130.909

11 Padre João (PT) 130.466

12 Weliton Prado (Pros) 129.111

13 Misael Varella (PSD) 128.155

14 Hercílio Coelho Diniz (MDB) 119.684

15 Stefano Aguiar (PSD) 115.586

16 Patrus Ananias (PT) 112.576

17 Zé Silva (Solidariedade) 107.535

18 Marcelo Aro (PHS) 107.005

19 Aécio Neves (PSDB) 106.396

20 Lincoln Portela (PR) 105.391

21 Diego Andrade (PSD) 104.816

22 Eduardo Barbosa (PSDB) 104.698

23 Emidinho Madeira (PSB) 103.526

24 Lafayette Andrada (PRB) 102.747

25 Pinheirinho (PP) 97.971

26 Subtenente Gonzaga (PDT) 93.735

27 Margarida Salomão (PT) 89.372

28 Dr. Mário Heringer (PDT) 88.819

29 Odair Cunha (PT) 87.884

30 Bilac Pinto (DEM) 87.677

31 Fred Costa (Patriotas) 87.198

32 Domingos Sávio (PSDB) 80.942

33 Paulo Abi Ackel (PSDB) 79.459

34 Dimas Fabiano (PP) 74.187

35 Tiago Mitraud (Novo) 71.813

36 Vilson Da Fetaemg (PSB) 69.967

37 Newton Cardoso Jr (MDB) 69.674

38 Leonardo Monteiro (PT) 68.177

39 Lucas Gonzalez (Novo) 63.929

40 Euclydes Pettersen (PSC) 63.460

41 Fabio Ramalho (MDB) 63.089

42 Doutor Frederico (Patriota) 60.950

43 Igor Timo (Podemos) 59.914

44 Julio Delgado (PSB) 58.403

45 Mauro Lopes (MDB) 57.987

46 Delegado Marcelo Freitas (PSL) 57.868

47 Franco Cartafina (PHS) 53.383

48 Charlles Evangelista (PSL) 51.616

49 Léo Motta (PSL) 51.014

50 Luis Tibe (Avante) 50.436

51 Alê Silva (PSL) 47.840

52 Greyce Elias (Avante) 37.605

53 Zé Vitor 3333 (PMN) 32.825