Destaque »

Primeiro jogo da final do Ruralão termina empatado

20 de agosto de 2019 – 11:18 |

Domingo, 18 de agosto, foi dia do primeiro jogo da final do Campeonato Ruralão 2019, promovido pela Secretaria de Esportes, para Chácara Dona Adélia x Fazenda Máfia. O …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Saúde

Encontro discute saúde do trabalhador da microrregião de Araxá

A saúde do trabalhador e a prevenção dos acidentes de trabalho foram temas da reunião da microrregional do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), promovida na semana passada. Araxá é sede do Cerest microrregional que reúne os municípios de Pedrinópolis, Pratinha, Perdizes, Santa Juliana, Tapira, Campos Altos e Ibiá. A Prefeitura promoveu o encontro que reforça a necessidade de ações pela saúde e qualidade de vida dos trabalhadores. O evento também contou com a participação da Referência Técnica em Saúde do Trabalhador da Superintendência Regional de Saúde de Uberaba, Edinel de Ávila. A coordenadora do Cerest/Araxá, Flávia Aparecida Freire de Almeida, informa que o objetivo é traçar o Plano de ação, para programar as atividades de saúde do trabalhador nos municípios da microrregião. Na pauta ainda estavam assuntos como monitoramento dos óbitos de 2017 e a elaboração de um protocolo de investigação. “Nos reunimos com as representantes dos municípios para discutir o que está sendo realizado, avaliar pontos positivos e negativos, analisar de que forma podemos contribuir com ações pela saúde do trabalhador”. Flávia explica que o Cerest atende todos os trabalhadores, quer seja empregado, autônomo, desempregado, que realiza trabalhos informais, se aposentou e continua trabalhando. Fazem diagnóstico da relação do adoecimento com o trabalho e apresentam inúmeras medidas de prevenção para que não venham adoecer ou piorar o quadro com o trabalho. A representante da Superintendência Regional de Uberaba, Edinel de Ávila, destaca que o Cerest também investiga a mortalidade de trabalhadores durante a atividade laboral. Ressalta que são muitas mortes no trânsito associadas ao trabalho, principalmente na BR 262. O problema também existe no meio rural, com acidentes envolvendo máquinas agrícolas. “Todos os acidentes fatais e de trabalho grave, são investigados pelo Cerest. Precisamos identificar como ocorreu a morte para orientar empresas e evitar que novos óbitos de trabalhadores sejam registrados”. Os atendimentos no Cerest são encaminhados pelas unidades de saúde e também atendem trabalhadores que procuram o Centro pessoalmente. A equipe conta com assistente social, enfermeira, médico, fisioterapeuta, técnica de enfermagem e técnico em segurança do trabalho. Oferecem grupos de alongamento e de orientação postural, realizam palestras, cursos e capacitações com o foco de levar orientações de prevenção e promoção à saúde para os trabalhadores no local de trabalho. Os interessados podem procurar o Cerest que funciona das 7h às 19h, na Rua Calimério Guimarães, 463, no Centro. O telefone para mais informações é o (34) 3662-4390.