Destaque »

FestNatal resgata e destaca tradição das Folias de Reis

18 de dezembro de 2018 – 11:53 |

Uma tradição que está na alma do mineiro. Símbolos da chegada do período natalino e recentemente reconhecidas como Patrimônio Imaterial do Estado, as Folias de Reis ganharam espaço este ano no maior Festival Natalino de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Notícias, Social

Semana do Idoso: informação e lazer

Várias atividades foram promovidas durante a Semana do Idoso em Araxá, com ações que reforçam a importância da saúde com qualidade de vida. Quem esteve na Unicentro, no dia  25, foi surpreendido com um bate papo sobre os perigos das quedas, cuidados no trânsito, saúde bucal, prevenção de doenças, em especial as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e alimentação saudável. Também foi oferecido alongamento em parceria com as alunas do curso de Enfermagem do Uniaraxá e bingo com sorteio de vários brindes. As ações foram promovidas pela Administração Municipal através da Secretaria de Saúde, nas 22 unidades do município até o dia 28 de setembro. Sander Carlos de Souza, referência técnica em Saúde do Idoso, informa que Araxá tem 13.400 idosos e as atividades são importantes para preparar todas as pessoas para o envelhecimento da população.  “Ampliamos as ações para todas as unidades de atenção básica com o objetivo de atender o maior número de idosos. A população brasileira está envelhecendo, em breve teremos mais idosos e adultos do que crianças e jovens. Todo mundo um dia vai ser idoso ou terá contato com idoso e nossa intenção é preparar as pessoas para esse momento”. Entre os profissionais que falaram sobre saúde, o Dr. Leirston Paulo da Silva, médico do ESF Centro e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) reforçou que pelas características físicas, o idoso fica exposto a quedas e fraturas, mesmo sem doenças. “Nos atendimentos de urgência recebemos muitos idosos vítimas de atropelamento. Sabemos que envolve outras questões como a educação de motoristas e conservação das vias públicas mas algumas ocorrências são em lugares fora da faixa ou com aquele idoso que tentou passar no sinal verde. Têm questões que precisam ser adotadas pelos idosos, eles também podem evitar os atropelamentos”. Aline de Araújo, enfermeira da ESF Centro, ressalta que esses eventos são importantes, favorecem a interação e a socialização. “Os idosos ficam muito restritos ao domicílio não tem o hábito de sair de casa e aqui eles se encontram num momento agradável com várias atividades, ficam bem felizes. Escolhemos assuntos voltados para esse público que é muito frágil pela idade e dificuldade de locomoção, são informações para promover saúde com qualidade de vida”. Regina Célia da Silveira, tem 64 anos e conta que faz alongamento duas vezes por semana. Revela que gosta de participar das atividades e recebe informações importantes.  “Os temas foram muito bem escolhidos, eu moro no centro da cidade e vejo que está difícil atravessar a rua. É um perigo, tem que ter muita atenção, atravessar sempre na faixa, respeitar os motoristas para eles nos respeitarem também. Estou adorando essa programação aqui hoje”.