Destaque »

Ganso empata com Valeriodoce e continua no G4

24 de setembro de 2018 – 19:49 |

Em partida válida pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, versão 2018, chancelado pela Federação Mineira de Futebol, na manhã do último  domingo, dia 23 de setembro, o time do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Saúde

Campanha contra a Pólio e o Sarampo começa em Araxá

A Coordenadora da Vigilância em Saúde, Telma Di Mambro, afirma que em Araxá a vacina estará disponível em todas as sete Unis, ou seja, UniNorte (Urciano Lemos), UniLeste (Santo Antônio), UniSul (Fertiza), Unisa (São Geraldo), UniOeste (Serra Morena), UniCentro (Av. Dâmaso Drummond), e UniNordeste (Av. Pedro de Paula Lemos). Os pais devem levar seus filhos na unidade mais próxima e não esquecer o cartão de vacina. “O Sarampo voltou a circular no Brasil e é fundamental que todas as crianças compareçam a um posto de vacinação para afastar qualquer possibilidade de contaminação”, afirma Telma. Segundo ela, a Poliomielite pode deixar sequelas graves para toda a vida. “Com a proteção das vacinas estas doenças não voltarão. Vamos proteger nossas crianças”, lembra Telma. O Dia D de mobilização nacional será 18 de agosto. A campanha tem o objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus da doença. Vacinar os menores de cinco anos de idade contra o sarampo também contribui para manter o estado de eliminação desta patologia no país. As campanhas contra a poliomielite foram iniciadas em 1980, estando o país livre da doença desde 1990. As campanhas de combate ao sarampo começaram a ser feitas em 1995. A população alvo desta ação são crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias, correspondendo a mais de 11 milhões de crianças em todo Brasil. A meta mínima a ser alcançada contra a poliomielite e o sarampo corresponde a 95% de cobertura vacinal. A participação dos pais e responsáveis é de fundamental importância para que essas doenças sejam eliminadas. A família deve comparecer aos pontos de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro.