Destaque »

Francelino Cardoso Júnior: Levando a vida contando boas histórias

21 de setembro de 2018 – 16:59 |

No final da semana que passou ( sexta-feira, dia 14 de setembro),  os pequenos alunos da Escola Municipal Alice Moura de Araxá, foram presenteadas com a visita do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Tecnologia e sustentabilidade: ‘Niobium Solar Mobile Projetc é apresentado em Araxá’pela CBMM

Na tarde da última quarta-feira, dia  14 de março de 2018, a direção da empresa CBMM, reuniu a imprensa, empresários, políticos e representantes de classe e entidades constituidas do município de Araxá, para apresentar seus projetos de tecnologia do nióbio. O encontro na sede da empresa, teve o  objetivo de compartilhar o conhecimento da tecnologia do Nióbio em estruturas e veículos. A CBMM trouxe a Araxá, o resultado dos seus projetos da Estação de Carregamento Solar e das Motocicletas Elétricas. A Estação de Carregamento Solar é montada dentro de um container de aço microligado com Nióbio, o que o torna 25% mais leve do que o container de transporte, além de mais resistente. A estação tem seis painéis solares em cada parede lateral e é capaz de armazenar energia em baterias de 24kw, recarregáveis a uma taxa de 3kw por hora. O objetivo é criar estações móveis de energia, para serem utilizadas em locais remotos como minas, áreas rurais e de difícil acesso, além de servir como apoio em eventos comunitários, para a recarga de equipamentos e veículos elétricos. Um  protótipo de motocicletas elétricas, que circulam no Parque Industrial da CBMM há mais de 4 anos para atividades de manutenção operacional, serviços gerais e vigilância em torno da propriedade. As motocicletas percorreram mais de 86.400 km livres de manutenção, requerendo apenas lubrificação e ajustes menores nos equipamentos, e registraram uma autonomia média de 115 km por carga, deixando de emitir 6,6 ton de GEE, se comparadas ao uso de uma scooter a gasolina. O projeto das motocicletas elétricas é fruto da parceria entre CBMM e a startup norte americana Current Motor Company e se concentrou  nos mesmos desafios de outros veículos do segmento automotivo, como performance, segurança e redução de emissão de gases poluentes. As motocicletas possuem Ferro Nióbio em 90% de seu quadro estrutural e, além de serem mais de um terço  mais leves que uma scooter comum, elas funcionam a partir de energia elétrica, com zero emissão de poluentes. Além de possibilitar um design mais moderno e funcional, as mudanças estruturais em conjunto com o sistema de propulsão utilizado, aumentam a autonomia da motocicleta elétrica em mais de 15%, dependendo da velocidade média, e reduz os pontos de alta pressão no quadro, aumentando a segurança do projeto. O JORNAL INTERAÇÃO, acompanhou  toda a apresentação e conversou com o Presidente da CBMM, Eduardo  Augusto Ayroza Galvão Ribeiro, que disse que “ o nosso grande objetivo é mostrar que o nióbio é uma solução para uma série de aplicações e ele transforma o mundo, num mundo mais eficiênte”. Eduardo Ribeiro, também disse que, “ esse projeto gira em torno da mobilidade, pois nós conseguimos projetar uma estação solar a partir de um container de forma que a gente pode colocar as motociclestas dentro desse container e transportar pra onde quiser, onde não tem energia e esse container abre, gera energia para carregar a motocicleta. E nós aqui na CBMM já usamos essa moto que é uma grande solução no ponto de vista de conceito: mobilidade, estação solar e motocicleta elétrica. Essa moto tem autonomia de 100 quilometros e pode ser recarregada a noite, em quatro horas”. Finalizando O Presidente da CBMM disse que, “  na nossa visão,  a industria siderurgica, conhece bem os benefícios do nióbio, e no Brasil e no mundo existe uma série de aços produzidos com nióbio; no entanto  o mercado só não é maior, porque nem   sempre o consumidor  final especifica um aço melhor, como é o aço com o nióbio. E um outro objetivo desse projeto, é demonstrar para as pessoas;  não da área de siderurgia, da área técnica, mas para quem não conhece; que aqui tem nióbio e o nióbio melhora a sua vida.”  O diretor  Industrial da CBMM,Rogério Contato Guimarães, também conversou com o INTERAÇÃO e disse que, “ desde a descoberta do nióbio em Araxá, pelo professor Djalma Guimarães, Araxá sempre foi privilegiada. Nós associamos o nióbio a tudo aquilo que a pessoa precisa hoje e no futuro, e que é a sustentabilidade. E essa associação de nióbio com a sustentabilidade, é muito intrínseca, como a redução do consumo de energia e energia limpa.” Finalizando, Rogério Contato, disse que, “ o exemplo que nós estamos apresentando hoje para a comunidade, é a difusão de conhecimento de  tecnologia, gerando aplicações do nióbio e  fazendo cada vez mais a possibilidade de crescimento do mercado e consequentemente da empresa.”