Destaque »

‘Rock Bocaína 2017’, agitou final de semana esportivo em Araxá

20 de outubro de 2017 – 20:49 |

Foram quatro dias de muita ação, adrenalina e integração esportiva, na realização da 3º edição do Rock Bocaína, que aconteceu no último fim de semana, entre os dias 12 e 15 …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Notícias

Conselho da Criança e Adolescente de Araxá elege membros da sociedade civil

Realizado no último fim de semana em Araxá, o Fórum Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente que definiu entidades da sociedade civil que integrarão, juntamente com seis membros do poder público, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA). Representantes das 17 entidades assistidas pelo Conselho votaram nas oito concorrentes inscritas. Foram vitoriosas: Casa de Nazaré, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação Damas Salesianas de Araxá, Centro de Atendimento à Criança (FAMA), Instituto Foco e Fundação Cultural de Araxá (Uniaraxá). O conselho atua na formulação de políticas de atendimento e controle de ações e programas para crianças e adolescentes de Araxá, sendo responsável pela gestão do Fundo Municipal da Infância e Adolescência. A solenidade foi acompanhada pelos demais membros do conselho; pela promotora de Justiça e curadora da Infância e Juventude, Mara Lúcia Silva Dourado; e a secretária de Ação e Promoção Social, Lídia Jordão. “É importantíssimo esse envolvimento da sociedade civil com a escolha dos representantes que ocuparão a representação da organização social no CMDCA, em função de que políticas públicas precisam partir desse conselho e, também, a atenção integral à criança e ao adolescente. Temos os mais diversos segmentos representativos e eles importam na melhoria da atenção, assistência e condições de vida das nossas crianças e adolescentes”, ressalta Lídia Jordão. O CMDCA passou por eleição da mesa diretora no o dia 26 de setembro, na Casa de Conselhos. Na ocasião, também foram empossados os seis representantes das entidades da sociedade civil que foram eleitas. A gestão valerá pelo biênio 2017-2019.