Destaque »

Ganso empata com Patrocinense e garante vaga na semifinal da Segundona

14 de outubro de 2018 – 0:07 |

Terminou agora a pouco, ( sábado,dia 13 de outubro de 2018), a partida entre Patrocinense e Araxá Esporte, no estádio Júlio Aguiar, na cidade de Patrocínio, pela última rodada da fase de classificação do Campeonato …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Copa do Brasil: Galo e Gremio saem na frente na semi final

74bfa33e961cdce14a3675658fad336b

A quarta-feira foi de extremos nas partidas de ida da semi final da Copa do Brasil e com os times visitantes saindo na frente com ampla vantagem para o segundo jogo na próxima quarta-feira, dia 02 de novembro de 2016. O Cruzeiro perdeu em casa para o Gremio e o  Galo superou o Internacional em Porto Alegre. Foi sofrido como sempre. Difícil. Suado. Complicado. Teve de tudo no Beira-Rio, na noite desta quarta-feira. Goleiros inspirados, pênalti, gol anulado, mas o Atlético, enfim, conseguiu a sua primeira vitória fora de casa na Copa do Brasil e deu passo importante para chegar à final. A equipe alvinegra iniciou a partida de modo fulminante, com Otero marcando o primeiro gol logo aos dois minutos, com bela jogada de Lucas Pratto na linha de fundo. O roteiro recém-criado pelo venezuelano indicava uma grande noite do Atlético na casa do adversário, mas o time sentiu dificuldades, se desorganizou em determinados momentos e assistiu o colorado criar excelentes oportunidades tanto no primeiro quanto no segundo tempo. Com apenas cinco titulares em campo, o colorado exigiu uma atuação de gala de Victor no segundo tempo. Acostumado a jogar contra o Inter quando ainda defendia o Grêmio, o camisa 1 do Galo foi o grande destaque da partida, mostrando que milagres não são feitos apenas no Horto e que, pelo menos na noite dessa quarta-feira, também pode ser chamado de São Victor do Beira-Rio. O empate do Inter surgiu de um pênalti muito reclamado pelo Atlético. O árbitro Marcelo de Lima Henrique entendeu que Fábio Santos acertou um chute em Anderson ao tentar tirar a bola na grande área. Com tudo caminhando para a igualdade, depois de William converter a penalidade, a vitória do Galo só veio aos 43 minutos, com Lucas Pratto. Cazares puxou o contra-ataque, passou para Luan, que rolou para o argentino mandar para o fundo das redes, marcando 2 a 1 para o Atlético, com muita dramaticidade, só para não perder o costume. Agora, as duas equipes se encontram novamente na próxima quarta-feira, às 21h45, no Independência. O Atlético tem a vantagem do empate e pode até perder por 1 a 0, que ainda se classifica à final da Copa do Brasil.

DECEPÇÃO DO CRUZEIRO NO MINEIRÃO LOTADO

Os gols do jogo foram de Luan, que fez uma pintura, e outro de Douglas, dando um imenso passo para chegar à final e tentar se isolar como a equipe que mais vezes conquistou o título do mata-mata nacional. A primeira oportunidade do jogo foi dos donos da casa, que acenderam a torcida logo aos dois minutos. Edilson errou e deixou a bola para Arrascaeta. O uruguaio invadiu a área e finalizou, a bola desviou e Grohe teve que se esticar para evitar o primeiro gol do jogo. Quem abriu o placar, no entanto, foram os visitantes. Aos 19 minutos, um golaço de Luan. Após troca de passes, Marcelo Oliveira tabelou com Pedro Rocha e tocou para Luan. O camisa 7 dominou pela esquerda da área, olhou para o gol e colocou com muita precisão no ângulo oposto. A bola, caprichosamente, tocou na trave antes de entrar para colocar o 1 a 0 no placar. Depois do gol, o Grêmio conseguiu controlar as tentativas de reação do Cruzeiro. Firme na defesa, ainda conseguiu dar trabalho mais uma vez para Rafael, enquanto Marcelo Grohe não foi incomodado. Depois do intervalo o Cruzeiro ficou perto do empate. Aos cinco minutos, Edimar cobrou falta com muito perigo, errando por muito pouco a meta defendida por Grohe. Quando a torcida se animava com a pressão, no entanto, veio o segundo golpe gaúcho. Aos 16, Kannemann desarmou o ataque cruzeirense e puxou o contra-ataque. Na intermediária, Ramiro dominou e lançou para Douglas, que entrou na área e finalizou de perna direita para ampliar o marcador.
O Cruzeiro não se entregou. Arrascaeta, aos 31, ficou perto de conseguir diminuir o placar, finalizando de perna esquerda, mas o gol não saiu o Grêmio sai de Belo Horizonte com uma boa vantagem.

NA VOLTA…

Na próxima quarta-feira (2), às 21h45 (de Brasília), o jogo da volta acontece na Arena do Grêmio. Com a vitória em Belo Horizonte, o time da casa entra em campo com a possibilidade de até perder por um gol de diferença para garantir a vaga à final. Antes da decisão, porém, as duas equipes entram em campo pelo Campeonato Brasileiro no sábado. Às 16h30, o Cruzeiro vai até o Paraná encarar o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Mais tarde, às 19h30, o Grêmio também joga fora de casa, contra o Figueirense, em Florianópolis.

galo