Destaque »

Vem aí o Festival Saberes e Sabores de Araxá 2019

23 de agosto de 2019 – 17:01 |

Vem aí mais uma edição do delicioso e tradicional “Festival Saberes e Sabores de Araxá”- 2019. O evento cultural e gastronômico será realizado entre os dias …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Vacinação de cães e gatos em Araxá começa dia 22 de agosto

Campanha-de-VacinaçãoApós o encerramento da campanha de imunização de cães e gatos na zona rural do município de Araxá, agora o setor de  Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Araxá já prepara a vacinação na cidade. A campanha terá início no próximo dia 22 de agosto de 2016, na zona urbana se estendendo até o dia 29 deste mês. Segundo informou  o setor os donos dos animais deverão levar o cartão de vacina dos bichos para facilitar o trabalho dos agentes de saúde.  Em Araxá a campanha de vacinação antirrábica deverá imunizar em torno de  15 mil animais.  A raiva canina é a mais conhecida das zoonoses (infecções e doenças transmitidas entre animais vertebrados e humanos), e segue como um problema a ser controlado em quase todo o mundo. Transmitida pelo contato com a saliva de um cão doente – principalmente por meio da mordida – a doença pode demorar até dez dias para se manifestar no animal infectado e, em quase 100% dos casos, é fatal. Apesar de praticamente erradicada na maioria das metrópoles, ainda merece alerta. Entre os principais sintomas da raiva canina estão sintomas de agressividade no animal, salivação excessiva, paralisia e mudanças de comportamento, que podem fazer seu pet deixar de ser alegre e festeiro para se tornar depressivo e retraído. Considerada incurável, a raiva tem na vacinação a sua única forma de prevenção eficiente nos animais e, atingindo o sistema nervoso, pode se manifestar de três maneiras diferentes: raiva furiosa, raiva muda e raiva intestinal. No caso da raiva furiosa, considerada a mais comum, o animal apresenta comportamento estranho e procura ficar em lugares escuros, se esconde atrás de móveis, não responde aos chamados do dono e fica extremamente agitado durante a primeira fase da doença, que dura até três dias. Após esse período, o cão passa a recusar alimentos, procura água mas não conseguir bebê-la, saliva muito e torna-se agressivo. A partir do quarto dia da doença, o animal entra num estado paralítico, e chega a morte em cerca de  48 horas
foto_MpQggC0 índice raiva_morcego_5