Destaque »

Corredora araxaense supera atletas da elite e chega em 21º lugar na Prova Internacional de São Silvestre

11 de Janeiro de 2018 – 21:48 |

Com um desempenho especial e muita dedicação, a atleta araxaense Patrícia Rodrigues Ribeiro Martins de 37 anos, foi uma das corredoras destaques,  na última edição …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Turismo

Comunidade católica realiza peregrinação e passagem pela Porta Santa neste sábado

porta_santaAtividades fazem parte das ações do Ano Santo da Misericórdia, estabelecido pelo Papa Francisco

A comunidade das paróquias de São Domingos e São Sebastião realizam neste sábado (16) mais um ato alusivo ao Ano Santo da Misericórdia, estabelecido pelo Papa Francisco.  Segundo o pároco da Paróquia de São Domingos, Padre Duile de Assis Castro, desta vez, haverá uma peregrinação entre as igrejas, com um sentido penitencial. “Vamos olhar a vida de Jesus: quando ele tinha 12 anos os pais dele, Maria e José, peregrinaram de Nazaré até Jerusalém. São cerca de 140 quilômetros. Então, você vai perceber que é uma peregrinação de sacrifício. Nós fazemos uma parte desta peregrinação no sentido de purgar, inclusive, nossas faltas, nossos pecados”, explica.

A concentração será na Matriz de São Sebastião às 17h30. Na sequência os fiéis seguem caminhando até a Matriz de São Domingos onde passarão pela Porta Santa. Passar pela porta é, segundo o padre, também uma referência ao capítulo décimo do Evangelho de João, que é chamado ´capítulo do Bom PastorBanner-Ano-Misericordia-cópia´. “Em um dos versículos Jesus diz que ele é a porta pela qual passam as ovelhas. Isto é, não passa o lobo, não passa o ladrão; é ele que acolhe as ovelhas em seu redil. É isso que nós queremos sentir neste sábado na hora em que estivermos entrando na Igreja pela Porta Santa, inclusive recebendo a aspersão da água benta, símbolo da vida”, diz

Na sequência haverá a celebração da missa, que, ainda de acordo com Padre Duile, é penitencial. “Ela tem essa peculiaridade, porque para que eu possa receber o sinal da bondade de Deus, eu tenho que me sentir pequeno diante da grandiosidade de Deus”, reflete.