Destaque »

Brasil ganha da Costa Rica no segundo jogo por 2 a 0

22 de junho de 2018 – 20:02 |

A tônica mundial é a Copa do Mundo 2018, na Rússia, que teve início com uma goleada espetacular do time da casa diante da Arábia Saudita pelo placar de 5 a 0. Outros resultados surpreendentes …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Sinplalto tem novo presidente nos próximos três meses

O advogado José Oswaldo da Silveira assume provisoriamente o cargo do sindicalista Hely Aires, que preside a comissão provisória do PRB em Araxá.

 O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araxá e Região (Sinplalto) terá novo presidente durante o período eleitoral. O vice-presidente do sindicato, advogado José Oswaldo da Silveira, assume provisoriamente o cargo ocupado pelo sindicalista, Hely Aires, que preside a comissão provisória do Partido Republicano Brasileiro (PRB) em Araxá. O objetivo é dar autonomia e transparência às ações que o sindicato promoverá para debater com os candidatos a prefeito e a vereadores as propostas e o programa de governo para a categoria.

O Sinplalto tem como objetivo principal a defesa dos interesses econômicos, profissionais, sociais e políticos de seus associados. Além disso, promove atividades (palestras, reuniões, cursos) voltadas para o aperfeiçoamento sindical dos associados e organização de greves e manifestações voltadas para a melhoria salarial e das condições de trabalho da categoria. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão fornecidos em agosto do ano passado, a administração municipal constou na sua folha de pagamento 1.431 (37,6%) servidores efetivos e 2.378 (62,4%) contratados. Um total 3.809 somente no quadro da Prefeitura Municipal de Araxá.

De acordo com Hely, o afastamento do sindicato é devido a sua militância política. “Todos sabem da minha participação na política araxaense. Atualmente estou presidindo provisoriamente uma legenda partidária e vamos participar efetivamente da campanha majoritária e proporcional. Para não envolver o Sinplalto nessa questão política e permitir que a entidade possa sentar com os candidatos e debater as propostas para a categoria, decidimos nos afastar do cargo”, comentou.

“Eu tenho alguns meses de férias e vou utilizá-lo durante esse período eleitoral. A nossa intenção é que o sindicato tenha autonomia para promover ações e eventos onde os nossos servidores públicos terão a oportunidade de conhecer os programas de governo de cada candidato”, concluiu.