Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque

Então é Natal…

0001E quando o Natal se aproxima, o espírito solidário costuma se revigorar. A data sensibiliza as pessoas criando um cenário que deveria existir durante o ano inteiro. É impossível chegar a uma data como essa sem olhar ao nosso redor e refletir sobre o nosso irmão. É impossível fechar os olhos para a dor de tantos, que nem sequer sabe que o Natal existe! E acreditem! Ainda têm pessoas implacáveis que desafiam os conceitos atuais semeando a bondade  extrema. Gente simples, do povo, que sabe décor que o natal pode ser todo dia e que a solidariedade não é  sinônimo de caridade, mas sim um ato de ver o outro como parte da gente. Um gesto de amor verdadeiro que só começa,  quando não se espera nada em troca. E em tempos de natal; na vida a gente passa por três fases:
a primeira, quando acreditamos no Papai Noel;
a segunda, quando deixamos de acreditar e a terceira, quando nos tornamos Papai Noel ou ‘MAMÃE NOEL’!

Quando somos  bons para os outros, somos ainda melhores para nós.

Feliz Natal a todos e muita solidariedade!

São os votos da FAMÍLIA JORNAL INTERAÇÃO

Marlene Maria Goulart: Solidariedade o ano inteiro

Então é natal…

E quando o Natal se aproxima, o espírito solidário costuma se revigorar. A data sensibiliza as pessoas criando um cenário que deveria existir durante o ano inteiro. É impossível chegar a uma data como essa sem olhar ao nosso redor e refletir sobre o nosso irmão. É impossível fechar os olhos para a dor de tantos, que nem sequer sabe que o Natal existe! E acreditem! Ainda têm pessoas implacáveis que desafiam os conceitos atuais semeando a bondade  extrema. Gente simples, do povo, que sabe décor que o natal pode ser todo dia e que a solidariedade não é  sinônimo de caridade, mas sim um ato de ver o outro como parte da gente. Um gesto de amor verdadeiro que só começa,  quando não se espera nada em troca. E em tempos de natal; na vida a gente passa por três fases:
a primeira, quando acreditamos no Papai Noel;
a segunda, quando deixamos de acreditar e a terceira, quando nos tornamos Papai Noel ou ‘MAMÃE NOEL’!

Quando somos  bons para os outros, somos ainda melhores para nós. E dona Marlene Maria Goulart é um exemplo claro de mulher, mãe e amiga  que exercita a bondade e vive intensamente nos caminhos da solidariedade. Ela criou um hospital de brinquedos em Araxá há mais de 20 anos e o ano todo prática e vive para o natal das crianças carentes e sem oportunidades. Mais conhecida como a Mamãe Noel de Araxá, Dona Marlene, doa mais que trabalho, ela distribui afeto, atenção e amor por meio de gestos pequenos que são capazaes de transformar vidas e encher os corações das crianças de fé, alegria e a mágia do natal. A obra e as ações da Mamãe Noel de Araxá, já são conhecidas no Brasil inteiro e até fora do País. A cada ano a missão de dona Marlene aumenta  e alimenta a alma e os corações de centenas de baixinhos. Além de arrecadar, consertar e distribuir os brinquedos para o natal das crianças spobres, a Mamãe Noel também doa amor e carinho praticando a solidariedade o ano inteiro.

MAMAE NOEL 2 IMG_0258 IMG_0240 IMG_0257 IMG_0093 IMG_0089 IMG_0075 FOTO CAPA