Destaque »

Presidente eleito Jair Bolsonaro é diplomado pelo TSE

11 de dezembro de 2018 – 12:18 |

O Tribunal Superior Eleitoral diplomou na  segunda-feira (10) o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e o vice, Hamilton Mourão.
Jair Bolsonaro chegou cedo na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Estava acompanhado da mulher Michele, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Seu Antônio Pereira

“Movido pela fé o agricultor peregrino já caminhou 80 mil quilômetros.”

Numa manhã chuvosa da última semana,  a redação do JORNAL INTERAÇÃO, recebeu a visita do agricultor seu Antonio Pereira de 69 anos, que há 24 anos cumpre uma promessa feita à Nossa Senhora Aparecida, depois de ter sido curado de um câncer nos olhos que quase o levou à cegueira. Numa conversa amistosa, cheia de curiosidades e movida pela fé de seu Antônio, que é  um paulista nascido na cidade de  Matão ( SP). Casado com dona Ilda Rodrigues e pai de 2 filhos, ele escreve uma história muito interessante e cheia de números e devoção. A saga peregrina do agricultor começou no ano de 1991, quando ainda  morava com a família na cidade de Porto Velho em Rondônia, onde caminhou 3 mil quilômetros até o santuário de Nossa Senhora de Aparecida, na cidade paulista de Aparecida.

Cultivando uma simplicidade quase “franciscana”, e muito religioso, o romeiro fez várias revelações  da sua caminhada de fé em mais de duas décadas, á reportagem do JORNAL INTERAÇÃO. Ele contou que durante sua peregrinação, passou por 527 cidades de vários estados brasileiros, do Uruguai, Paraguai, Bolívia e Argentina. “ Em cada uma dessas cidades eu acompanhei pelo menos uma missa na igreja católica. Nas minhas contas, até hoje eu participei de 2.539 celebrações.”  O pagador de promessa, ainda informou que conheceu 617 padres, 10 bispos, foi assaltado 23 vezes na estrada, utilizou na caminhada 23 pares de sapatos, 31 bonês e 24 mochilas. “ Como sou pobre, sempre contei com a ajuda das pessoas, das cidades, onde passei, com o mínimo para alimentação e despesas pessoais. Não contei com a ajuda de meus parentes, mas sempre tive o apoio da família”. No mês de setembro vindouro, seu Antônio Pereira, pretende por fim à caminhada que teve início em 1991. “Eu pretendo ao lado da minha esposa e dos meus filhos, voltar com saúde  à lida da roça, mas tenho um projeto de escrever um livro contando essa história e compartilha parte dessa experiência de fé e de vida para  as pessoas de bem”. De saída para a vizinha cidade de Ibiá, seu Antônio, fez uma última revelação: “ em toda cidade que eu passo, chove. Também me considero o mensageiro da chuva, pois é água é a forma mais sagrada de vida que Deus criou,” concluiu agricultor peregrino que já caminhou mais de 80 mil quilômetros até agora.