Logo Jornal Interação

O governador Romeu Zema esteve neste domingo (21/2) em Santa Maria de Itabira, na região Central do estado, para acompanhar de perto as ações de assistência do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e da Defesa Civil Estadual no município. A cidade foi fortemente atingida pelas chuvas do fim de semana. 

Foram registrados estragos, alagamentos e deslizamentos em vários pontos. Os danos ainda estão sendo contabilizados.

Zema se encontrou com autoridades municipais, prestou solidariedade e conversou com moradores afetados pelas enchentes. 

“Fiz questão de vir com a máxima agilidade a Santa Maria de Itabira para ver pessoalmente os danos, encontrar com as pessoas que foram afetadas e saber como está sendo conduzida a operação de resgate e também de atendimento às pessoas e famílias atingidas. Lamento muito que tivemos perdas de vidas, mas conversando aqui com o prefeito, ele me disse que a última situação semelhante aconteceu há 42 anos. Então, realmente é algo que não é comum aqui na cidade, um volume de chuvas tão intenso em tão curto intervalo de tempo. Mas tudo aquilo que está ao nosso alcance, no sentido de resgatar as vítimas e, agora, atender a população atingida, está sendo feito’’, declarou o governador, durante entrevista coletiva.

Assistência 

Equipes da Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) prestam assistência na cidade para ajudar no resgate às vítimas e auxiliar a população atingida.

“Nós já conversamos com o prefeito e daremos total apoio a ele. A Defesa Civil já está enviando material de limpeza, ajuda para aqueles que foram atingidos. E a prefeitura com certeza deve estar decretando situação de calamidade pública e isso vai permitir que o governo federal envie ajuda para que ela recupere toda a infraestrutura municipal que foi afetada, ruas, pavimentação, pontes, etc.”, informou Zema. 

Balanço 

Em decorrência das chuvas, duas pessoas morreram e quatro estão desaparecidas em Santa Maria de Itabira, segundo as últimas informações da Defesa Civil.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *