Logo Jornal Interação

Numa entrevista coletiva à imprensa de Araxá, na tarde desta quarta-feira, dia 14 de abril de 2021, a Polícia Civil e o Ministério Público, anunciaram novos detalhes sobre a Operação Malebolge que investiga desvios de recursos públicos na prefeitura de Araxá.  Durante a entrevista que reuniu  o Delegado Regional de Araxá, Dr. Vitor Hugo Heisler, o Delegado Dr. Renato de Alcino Vieira, responsável pela Operação e os Promotores de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais, Dr. Marcus Paulo Queiroz Macedo e Dra Mara Lucia Silva Dourado, foram recapituladas as fase da operação e revelado que três das seis pessoas denunciadas no inquérito policial, fizeram a delação premiada; acordo que foi firmado no mês de setembro de 2020. Com essa delação, as três pessoas vão devolver aos cofres públicos cerca de 3 milhões de reais, em bens e dinheiro vivo. Fazem parte da lista desses bens vários imovéis e veículos. Confira  alguns termos da delação premiadas feita pelos três denunciados à justiça:

A delação prevê os seguintes termos:

– Reconhecimento do desvio de recursos públicos por meio da não execução, execução parcial ou sem cumprir as obrigações em treze contratos.
– Reconhecimento do desvio de aproximadamente três milhões de reais, cuja metade, um milhão e quinhentos mil reais, os colaboradores tiveram a posse mansa e pacifica.
– Ressarcimento de um milhão e quinhentos mil reais, a título de reparação   integral do dano, além de até um milhão e quinhentos mil reais a título de multas, cíveis a administrativas em decorrência do objeto deste acordo, por meio da adjudicação dos seguintes bens:
– Um imóvel situado na Rua Antenor Jose Teodoro, 310, Novo São Geraldo;
– Um imóvel situado na rua Claudovino Rosa, 35 e 45, Novo São Geraldo;
– Um lote situado na avenida Olavo Drummond, Fazenda Sesmaria do Barreiro, gleba A, Araxá;
– Valores depositados em conta bancaria no importe de R$ 90.751,15;
– Um caminhão M.B./M.BENZ L 1113; ano 1975; cor azul;
– Uma van I/M.BENZ SPRINTER MARTM; ano 2017; cor prata;
– Uma van RENAULT/MASTER EUR VIPL; ano 2013; cor prata;
– Uma van I/M.BENZ SPRINTER CLASS; ano 2014; cor branca;
– Uma van RENAULT/MASTER CLASSYVA; ano 2015; cor prata;
– Uma van CITROEN/JUMPER M33M 23S; ano 2013; cor branca;
– Uma van CITROEN/JUMPER M33M 23S; ano 2013; cor cinza;
– Uma van FIAT/DUCATO MIN IBUS; ano 2012; cor branca;
– Um reboque REB/RONIMAR CTR1; ano 1998; cor branca;
– Um ônibus  M.BENZ/OF 1318; ano 1991; cor branca;
– Um reboque R/LV CARRETAS FENIX 500; ano 2014; cor cinza;
– Um automóvel FIAT/PALIO YOUNG ; ano 2001; cor vermelha;
– Um automóvel RENAULT/LOGAN EXPR 16 M; ano 2015; cor preta;
– Um micro-ônibus MARCOPOLONOLARE W8 ON; ano 2003; cor amarela;
– Um furgão FIAT/FIORINO 1.4 FLEX; ano 2015; cor branca;
– Um automóvel CITROEN/C3 90M TENDANCE; ano 2012; cor branca.

A Operação Malebolge foi desencadeada no dia 11 de agosto do ano passado para apurar desvio de recursos da Prefeitura Municipal de Araxá. Na época 10 pessoas chegaram a ser presas.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *