Logo Jornal Interação

Na manhã desta quarta-feira, dia 27 de janeiro de 2021, um grupo de mães de alunos de Araxá, fez uma manifestação pacífica na cidade, realizando uma carreata pelas principais rua e avenida de Araxá, pedindo o retorno das aulas presenciais no município. A reportagem do JORNAL INTERAÇÃO, conversou com algumas mães sobre o protesto.

Ana Carolina Borges Cambraia, disse que, “ tendo em vista que todos os outros estabelcimentos estão abertos e funcionando, porque a escola que é essencial para nós pais, para os professores, para os nossos filhos, está fechada ainda? É sabido que nossos filhos estão comprometidos a seguir todos os protocolos como todo mundo. Ao ficar em casa as crianças tiveram um grande aumento no índice de obesidade, ansiedade e depressão, porque foram tirados dos nossos filhos, a educação presencial e o convívio social. Nosso meta é chegar às Secreetarias de Saúde e Educação para conseguirmos o nosso objetivo.”

Viviane Augusta de Melo, mãe de uma criança de 12 anos, disse que “ a gente está querendo que as autoridades nos escutem e que nos deem opção de escolha. Já está provado  que a escola não é o principal fogo de contaminação pelo Covid-19. Eu peço ao prefeito e as secretárias de ´saúde e educação que nos ouçam e vejam o nosso lado. Agora é hora de nós mães nos unirmos. E a gente só que a opção de escolher o melhor para os nossos filhos.”

Mirela Carloto, disse que, “ a gente só pede à prefeitura e a secretária de saúde que autorizem as escolas que já estão com o protocolo de segurança pronto, para que essas escolas tenham o direito de oferecer as aulas presenciais ou online. A gente está pedindo para quem quer que o filho retorne as aulas presenciais, tenha o direito de escolha”.          

Após a carreata o grupo de mães foi recebido pelo Procurador Geral do Município de Araxá, Rick Paranhos que afirmou  que poderá ser possível o retorno das aulas no sistema híbrido no mês de março. “Nós fizemos uma reunião do comitê de enfrentamento ao Covid-19 e ficou decidido juntamente com o membros do conselho, que as aulas vão voltar a partir do dia 1 de março de forma híbrida para as escolas privadas e para as escolas públicas por enquanto só de forma remota”.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *