Logo Jornal Interação

Esta semana o JORNAL INTERAÇÃO, conversou com a Presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto de Araxá, Cynthia Verçosa, sobre os desafios de gerir a cultura no município, durante a pandemia da Covid-19. Ao completar 100 dias à frente da FCCB, ela fez um balanço das atividades e adequações funcionais na Fundação, que também cuida de sete museus, teatro municipal e escola de música. Segundo ela, “a cultura é um setor muito prejudicado. Foi o primeiro a parar e até hoje não voltou. Hoje o mercado cultural no Brasil tem em torno de 5 milhões de pessoas, formais e informais que trabalham neste setor. E Araxá é um grande celeiro de artistas. O nosso primeiro passo com a Lei Aldir Blanc de apoio aos profissionais da área, foi fazer um cadastro desses artistas locais, no setor de eventos da Fundação. Hoje nos temos cadastrados em torno de 1.800 artistas em Araxá.  Já que nãao podemos realizar projetos, nós estamos nos organizando internamente. Nossa atuação tem 9 braços; sete museus, o teatro municipal e a escola de música. E neste período nós estamos analisando as demandas de cada uma dessas unidades da FCCB.” Ainda de acordo com a Presidente da FCCB, Cynthia Verçosa, “ em alguns museus nós detectamos problemas de infiltração, degradação da estrutura dos prédios que podem comprometer os acervos. Também estamos identificando e catalogando parte do acervo. Algumas obras de arte precisam ser restauradas também. Outra novidade,  é que decidimos que os acervos do Memorial de Araxá e do Museu Calmon Barreto, podem ficar abrigados em um único local, mais seguro, com acessibilidade e maior espaço físico para cursos, exposições e interação com os turistas e visitantes. A partir daí, fizemos um estudo e encontramos uma casa com histórico arquitetônico, com passado  e detalhes de época. E esse local, é o casarão da Avenida Vereador João Sena, da década de 50, que tem todos os traços do Grande Hotel do Barreiro, inclusive seus jardins foram projetados pelo genial paisagista Roberto Burle Marx”. Sobre a Escola de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo,  Cynthia, disse que, “ A escola de música está funcionando online, com todas as aulas livres e com cursos técnicos. E boa notícia,é que decidimos com o prefeito Robson, que aulas e cursos a partir desta gestão são totalmente gratuitos. Hoje temos 100 alunos nas aulas livres e 10 nos cursos técnicos. E ainda acabamos de fechar  uma parceria com a CBMM e Filarmônica de Minas Gerais, para cursos para os nossos professores.” Finalizando a Presidente da FCCB de Araxá, afirmou que, “ todos os nossos colaboradores estão tendo cursos de capacitação e treinamentos. Nós também vamos reformar o Centro da Cultura Negra e ofertar lá cursos, aulas, oficinas e palestras, específicos dessa cultura. E em relação ao Teatro Municipal, lá está funcionando o setor de eventos, e projetos, enquanto não podemos ter atividades por causa da pandemia da Covid-19”, concluiu Cynthia.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *