Logo Jornal Interação

Com a alta de casos e internações causadas pela Covid-19, a Prefeitura de Araxá começou a testar o capacete de respiração assistida batizado de ‘Elmo’. O mecanismo, de baixo custo, proporciona ao paciente uma respiração artificial não invasiva que visa reduzir a necessidade de internação em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e a intubação de pacientes com Covid-19.

O equipamento desenvolvido por pesquisadores do Estado do Ceará pode ser usado em pacientes considerados de baixa e média complexidade. O dispositivo envolve toda a cabeça do paciente e é fixado no pescoço com uma base que veda a passagem do ar.

Aplica-se um fluxo de gases medicinais com oxigênio e ar comprimido capaz de gerar uma pressão positiva. Essa pressão ajuda o pulmão a produzir o oxigênio necessário para a respiração, sem a necessidade de intubação.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Diane Dutra, uma experiência inicial foi realizada com um idoso internado pela Covid-19 e já apresentou resultados satisfatórios. “Conseguimos um equipamento para experimento e utilizamos em uma pessoa internada na Santa Casa com insuficiência respiratória e prestes a ser entubada. Segundo a equipe médica, o equipamento proporcionou uma melhora significativa no quadro clínico do paciente”, destaca Diane.

Novos testes serão realizados em casos positivos de Covid-19 de baixa e média complexidade. A Santa Casa de Misericórdia já solicitou a aquisição de mais equipamentos e o município também providenciará outras unidades. “Com o teste realizado, percebemos que a utilização do equipamento pode reduzir a necessidade de uma internação em UTI para tratamento da doença”, conclui a secretária.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *