Logo Jornal Interação

Infiltrações provocadas pelas chuvas e outras ações do tempo estão comprometendo parte da estrutura física do prédio que abriga o Aeroporto Romeu  Zema de Araxá. De acordo com o Coordenador de Operações do Aeroporto local, Fabiano Cota, os problemas tiveram início ainda em 2020, onde parte do telhado ficou comprometida provocando as infiltrações.  Com o problema,  os setores de embarque e desembarque do prédio foram isolados. Atulamente apenas uma parte do terminal de passageiros está sendo usada pelos passageiros, para evitar riscos maiores. Mesmo com a pandemia e a suspensão das linhas de voos comerciais no Aeroporto Romeu Zema, as operações executivas permaneceram normalmente, assim como as aeronaves militares e também a remoção de pacientes para grandes centros com a modalidade de transporte aeromédico. Por todas essas atividades, os aeroportos foram inseridos como essenciais para o estado.O Aeroporto Romeu Zema, foi inaugurado em 1940, e atualmente tem uma pista de 1.900 m, o suficiente para garantir a atividade de voos diários, inclusive os noturnos. Mas a última reforma aconteceu no ano de 2009. De acordo com o Secretário Municipal de Obras Públicas e Mobilidade Urbana de Araxá, o engenheiro Sebastião Donizete de Souza, recursos estão sendo viabilizados por meio do governo federal para uma reforma do prédio. Sebastião revelou que deverão ser liberados cerca de R$ 238 mil, para a obra e o restante será arcado pela Prefeitura de Araxá. Ainda segundo o secretário, a obra deve custar ao todo cerca de R$ 500 mil.  A pista do aeroporto também deverá ser reformada  através de uma parceria com a CBMM.

Por Editor1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *