Destaque »

McCain e Prefeitura tratam sobre etapas da construção da fábrica de batatas pré-fritas em Araxá

15 de janeiro de 2021 – 17:09 |

A Prefeitura de Araxá participou de uma videoconferência com diretores da multinacional canadense McCain no Brasil. Na pauta, o prefeito Robson Magela, o vice Mauro Chaves, e secretários se atualizaram sobre a instalação da fábrica …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Centro Julio Dário realiza campanha de combate à violência contra idosos

Com o incentivo do Conselho Municipal do Idoso, as ações buscam a conscientização de toda a comunidade sobre os diversos tipos de violência contra as pessoas da terceira idade.

 

A primeira etapa da campanha aborda o tema ABANDONO; que é caracterizado como um tipo de violência que se manifesta pela ausência ou omissão dos responsáveis governamentais, institucionais ou familiares na vida dele, isolando-o ou negando auxílio em suas necessidades.

 

O abandono é comumente perceptível dentro das próprias famílias quando há a negligência em integrar o idoso em eventos familiares e sociais, mantendo-o recluso em seu quarto ou em casas de apoio e até mesmo quando há total abandono de cuidados médicos, fisiológicos e emocionais, o que gera na pessoa idosa uma série de distúrbios como a depressão, ansiedade e, inclusive, complicações em seu quadro de saúde.

 

Dados anuais da Ouvidora Nacional de Direitos Humanos estima que cerca de 39% dos casos de violência para com os idosos se refere a negligência e/ou abandono, número seguido de perto pela violência psicológica (26%), abuso financeiro (20%) e violência física (15%), o que torna a campanha de fundamental importância para a garantia dos direitos deste público.

 

Alguns sinais de possível abandono de idosos são:

– Perda de peso, má nutrição e desidratação;

– Falta de condições de higiene no quarto ou em casa;

– Encontrar-se sujo ou sem banho;

– Roupa ou agasalhos inadequados para a estação do ano;

– Falta de condições de segurança e recursos da habitação;

– Idosos perdidos em locais públicos.

 

Apesar da atual rotina agitada e corrida, as pessoas devem ter essa preocupação com a saúde mental dos idosos, visitando-os quando possível e sempre seguindo os protocolos de saúde e prevenção da COVID-19. As visitas também podem ser compensadas por conversas pelo telefone e outros meios digitais. Faça sua parte!