Destaque »

5° Fase da Operação Malebolge cumpre 40 mandados de busca e prende uma pessoa em Araxá

23 de outubro de 2020 – 14:58 |

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, hoje (23), a 5ª fase da operação Malebolge. Os policiais civis lotados na Ciretran de Araxá cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Volta às aulas em Araxá: Escolas desenvolvem protocolos para o retorno

Com tendência de estabilização da pandemia no estado, o Governo de Minas Gerais definiu, no último dia 23 de setembro, a data de 5 de outubro para o início do retorno às atividades escolares presenciais. Esse é o primeiro movimento para a volta gradual às aulas presenciais em todo o estado. Seguindo rígidas regras e protocolos sanitários, as escolas públicas e privadas poderão retornar às atividades presenciais apenas nas regiões inseridas na onda verde do plano Minas Consciente. Em Araxá as escolas já iniciaram o desenvolvimento de protocolos, para o retorno de forma gradual as aulas na cidade. Foi criada uma comissão municipal, com representantes da saúde, da assistência social, da educação, do conselho tutelar, do conselho municipal dos direitos da criança e do adolescente e do ministério público. A secretária de educação da cidade de Araxá, Edna Resende concedeu uma entrevista para o programa Imbiara Notícias, comentou sobre os planos para o retorno. “Nesta semana, mais tarda semana que vem, as escolas vão nos mandar um plano de ação, porque essa comissão que foi formada aqui, também foi formada em cada escola, então cada escola formou sua comissão para fazer o protocolo de retorno. Nós estamos atentos, adquirindo material, como mascarás, termômetros e álcool em gel”, explicou Edna Resende. As aulas em Araxá devem voltar primeiramente para as turmas finais. “O planejamento é a gente trabalhar o final dos ciclos, que são os terceiros anos iniciais e os quintos anos, porque terminam o ciclo, até o terceiro ano o aluno tem que estar preparado, dentro das competências e sabendo ler perfeitamente, e no quinto ano é onde ocorre a avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Depois nós temos um caminhar de um sétimo ano e no nono ano, que é no final do ensino fundamental”, contou a Edna Resende.