Destaque »

CBMM realizará testes de sirenes

30 de setembro de 2020 – 13:52 |

A medida preventiva faz parte do Plano de Ação de Emergência para Barragens e as atividades operacionais e administrativas não serão afetadas
 
Com o objetivo de garantir o funcionamento do sistema de alerta de emergência em barragens, a …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Cultura

OS 68 ANOS DE UM CLÁSSICO DO CINEMA

“CANTANDO NA CHUVA”

1952-2020

Por Francisco Géa

Foi exatamente no dia 30 de julho do ano de 1952, que a METRO GOLDWYN MAYER, um dos maiores estúdios cinematográficos de Hollywood, teve a primazia e a honra de lançar um dos “10 melhores filmes do mundo” e o melhor FILME MUSICAL DE TODOS OS TEMPOS, em toda a história do cinema mundial, ou seja o encantador e inesquecível “CANTANDO NA CHUVA (SINGIN’ IN THE RAIN”)

“O FILME”

Este filme é reverenciado porque ele, simplesmente, é o melhor de todos os filmes musicais que já foram realizados, por causa da sua história, das suas músicas, por causa da sua trama, por causa do carisma dos atores que foram maravilhosos.

“A TRAMA OU A HISTÓRIA DO FILME”

Trata-se de uma sátira aos primeiros anos do cinema falado, quando os “deuses e deusas” da tela, tiveram que mostrar que além de um belo rosto, eles tinham que possuir vozes boas e agradáveis e até deslumbrantes, neste caso para os atores-cantores.

“Cantando na chuva” trata-se de uma fábula, para os olhos e ouvidos, sendo um filme que merece ser visto e revisto por diversas vezes, ele não cansa ao espectador.

“FICHA TÉCNICA”

Título: CANTANDO NA CHUVA

Título Original : “Singin in the rain”

Ano : 1952

Data de lançamento : 30 de julho de 1952

Cia. Produtora : Metro Goldwyn Mayer

Cêr : Technicolor

Duração : 103 minutos

Roteiro : ADOLPH GREEN e BEET CONDEN

Fotografia : HAROLD ROSSON

Canções de :  ARTHUR FREED e NACIO  HERB BROWN.

Direção Musical Geral : LENNIE HAYTON

Direção de Arte : CEDRIC GIBBONS e RANDALL DUELL

Edição de : ADRIENNE FAZAN

Produção de : ARTHUR FREED

Direção de : STANLEY DONNEN e GENE KELLY

Elenco : GENE KELLY, DONALD O’CONNOR, DEBBIE REYNOLDS, MILLARD MITCHEL, DOUGLAS FOWLEY, CYD CHARRISSE, JEAN HAGEN e RITA MORENO.

INDICAÇÕES AO PRÊMIO OSCAR (1952) : Para a atriz coadjuvante (JEAN HAGEN) e para direção musical (melhores músicas) para LENNIE HAYTON.

OBSERVAÇÃO

Na época “CANTANDO NA CHUVA”, foi recebido inicialmente com uma relativa indiferença e passou quase em branco pelo OSCAR, no entando, com o tempo, com suas animadas sequencias, do carisma de seus astros, este filme tornou-se irresistível, graças as representações, graças aos críticos de todo o mundo, que o coroaram como o “REI DOS MUSICAIS”, sendo que o mundo do cinema tornou se um lugar melhor depois da chegada de “CANTANDO NA CHUVA” .

“COMEMORAÇÕES”

Em todo o mundo haverá comemorações no dia 30 de julho, para marcar os “68 Anos do lançamento do melhor filme musical de todos os tempos”, sendo que em Hollywood haverá uma  festa colossal, havendo na oportunidade o lançamento de uma cópia do filme, no sistema de “Dolby-Stéreo”, havendo também o relançamento do filme, por intermédio da cia, sucessora da Metro Goldwyn Mayer.

No Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, está prevista para o início do mês de agosto, no Teatro Municipal, uma versão teatral brasileira, tendo no elenco, a atriz CLÁUDIA RAIA, intepretando o papel de Lina Lamont (que no original foi defendido pela grande NINA HAGEN e o de Don Lockood, que nas telas foi magistralmente interpretado por GENE KELLY, nos palcos brasleiros será defendido pelo ator JARBAS DE MELO, marido de Cláudia Raia.

“LIVROS”

Para uma maior compreensão da grandeza do filme “CANTANDO NA CHUVA” sugiro a leitura de duas grandes obras, que são : “1001 FILMES PARA VER ANTES DE MORRER” de autoria de “Steven Jay Schneider” e “OS MELHORES FILMES DO MUNDO” de autoria de Rubens Ewald Filho

(FIM)

Francisco José Géa