Destaque »

CBMM apresenta nova marca do projeto Cientistas do Cerrado

26 de setembro de 2020 – 21:48 |

Neste mês, em que é celebrado o Dia Nacional do Cerrado, a CBMM reforça seu compromisso com o meio ambiente, a sustentabilidade e o futuro por meio de diferentes iniciativas. Uma delas é o lançamento …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Educação

Coluna de CECÍLIA BEATRIZ PORFÍRIO PEREIRA ROSA

Carta Para Maria

Oi Maria!

Boa Noite!

 

É muito chic ou será atrevimento escrever para a redatora do Jornal “Véritas” do Ginásio São Domingos! Ano XIV n° 71 de Araxá Agosto de 1948! Lembra-se? Você era nJornalista! Sempre ganhando 10 no Portugues!!

Sabe Maria estou organizando meus textos, um possível livro a vista, vou ver se saíra no próximo século!

Fico relendo… relendo o dia passa a memória arrebenta a guarda, me chama insistente – “Esqueça o que já passou”

Como? Di é a minha vida?

Atualmente leio bastante… estou deacordo com vários cronistas, escrever não é coisa do outro mundo, vou pisando caminhos repetidos ou repentistas ou, a vida e insossa! Desagradando meus sonhos de realizar alguma coisa, marcando minha passagem pelo mundo! Correr para a Igreja – minha casa é igreja , rezar, dar esmolas a centenas de pedintes parecidos com deuses ou, são Deus! Já levei rasteiras divertidas pensando com moralidade! Maria vou te contar esta.

_ Um dia, em surto de solidariedade, fervia! A campainha tocou!

Era de manhã
_ Dª Beatriz, a senhora tem uma toalha, de banho, velha para me dar?

“A minha ta velhinha, velhinha.. um trapo”, de tão rasgada!”

Escolhi – para Jesus – Pensei1 Uma toalha mova, enfeitada com renda de algodão da Paraíba, linda Ponto russo combinando. Novinha! Dei para Geni! Era o nome dela. Daí a pouco desci para a fábrica Docebom, onde trabalhava.

Um susto me parou na Av Wilson Borges… Via tal toalha dependurada no arame de uma loja de “Só usados”.

Preço #5.00 reais! A vendedora, esperançosa ,e atendeu logo! “Comprei Poe 2,  a dona ta ali fumando crak”…

Pois é, Maria, “gosto do dono, regalo da vida”, dizia o Carlito que hoje recordo nesta crônica de 26-11-2015, seu aniversário, sem tirar nenhuma vírgula, poder lembrar dele é um prêmio a família Rosa.

 

Abraços

Cecília Beatriz Porfírio Pereira Rosa

Academia Araxaense de Letras

Cad – 07

 

Era uma Vez

31-07-1950 – Um rapaz que deixou os seus retratos escondidos numa caixa de charutos Havana, entre as cartas da namorada um casquete de pelica marrom, alguns instrumentos de vôo de ex- piloto do PPTOS, uma bússola. Tirou só os futuros planos, saiu para trabalhar a vida.

E como trabalhou

Exercendo sua competência administrativa e operacional. Carlito Rosa sempre teve a capacidade de prosseguir, de recomeçar para “dar conta do barco”como gosta de dizer.

Empresário inovador nos serviços prestados dos consumidores, vivendo a antevisão de hoje badalada controle de qualidade. Carlito foi sempre perfeccionista numa perspectiva de futuro e exemplo de maioridade de cidadão de patriota.

Qualquer susto usa sua última palavra “IMPRESSIONANTE”

Nem todos os dias as águas estão tranqüilas o céu estrelado!

Muitas vezes a tripulação está amotinada! Seus 8 filhos, 18 netos, 5 bisnetos, genros, noras e EU, a companheira de 65 anos de viagem, mas o fogo que faz a grande líder direciona o caminho, o barco não afunda!

Deus caminha conosco

De surpresa Carlito traz no peito um troféu. Foi operado por um bisturi mágico universal! Uma cirurgia no pulmão direito realizada pelo professor Euryclides de Jesus Zerbini, para retirada de um adenoma dia 10-09-1953 no Hospital São Paulo. Outras 8 cirurgias repentinas como as estampidos de seu temperamento fazem diferente “tatuagens” no seu corpo, onde mãos treinadas decidiram algumas vezes pela sua vida.

Irmãos sem mágoa, parente dos parentes, pai que é pai curtição para muitos amigos musicais

26-11-1922

 

Hoje viemos contar as bênçãos nesse dia 26-11-2015. É uma ocasião importante! Co  entusiasmo cantarmos PARABÉNS! Só Carlito 93 anos!

Foi o primeiro piloto araxaense a sobreviver os céus de Araxá Glória conquistada aos 20 anos! 01-07-1942

Só Carlito é uma estrela brilhante nos “150 anos de Araxá”

CECÍLIA BEATRIZ PORFÍRIO PEREIRA ROSA

ACADEMIA ARAXAENSE DE LETRAS – CADEIRA 7