Destaque »

5° Fase da Operação Malebolge cumpre 40 mandados de busca e prende uma pessoa em Araxá

23 de outubro de 2020 – 14:58 |

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, hoje (23), a 5ª fase da operação Malebolge. Os policiais civis lotados na Ciretran de Araxá cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Diversos

Geoprocessamento para Cadastro Imobiliário é tema de debate em Araxá

A Câmara Municipal realizou, na semana passada, Fórum Comunitário para apresentação do trabalho da empresa GI – Geoprocessamento e Cadastro Imobiliário. A sessão dirigida pelo Presidente da Casa da Cidadania, Vereador Roberto do Sindicato (SD), contou com a participação de parlamentares, representantes da Administração Municipal e público em geral. Coube ao Diretor Adriano Alves de Oliveira explicar como funciona o trabalho da empresa. O geoprocessamento foi adotado devido ao crescimento do município ocorrido nos últimos anos, onde desde ano de 2000 não se tinha a atualização cadastral devida. As decisões tomadas estão em conformidade com a determinação da portaria 511 do Ministério das Cidades sobre a implantação do CTM (Cadastro Técnico Multifinalitário). A atualização do cadastro imobiliário pretende equacionar as Áreas Construídas e a Base de dados cadastrais, contribuindo para Justiça Fiscal e Social. Para as Áreas construídas serão levadas em consideração informações como Imagem com Resolução de 10cm por pixel, Perfilamento a Laser e Comparativo com o Cadastro Existente. As medidas visam superar todos os fatores que possam gerar dúvidas quanto a medições e divisa de propriedades. O Secretário Municipal de Planejamento e Gestão de Araxá, Fernandes Cândido de Barros, informou que o Geoprocessamento não foi contratado para aumentar impostos, tratando-se de um complemento do Plano Diretor da cidade para cadastrar os imóveis. O Diretor da empresa também pontuou que no caso de Araxá não foram geradas imagens por Drone e sim por aeronave tripulada(Aeronave Sêneca III(EMBRAER) Prefixo PT-VBA)com autorização emitida pelo Ministério da Defesa, que regulamenta as regras de segurança dentro das normas técnicas e legais exigidas.