Destaque »

5° Fase da Operação Malebolge cumpre 40 mandados de busca e prende uma pessoa em Araxá

23 de outubro de 2020 – 14:58 |

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, hoje (23), a 5ª fase da operação Malebolge. Os policiais civis lotados na Ciretran de Araxá cumpriram 40 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Saúde

Serviço de Saúde Mental promoveu Roda de Conversa para melhorar os atendimentos

Melhorar o atendimento aos usuários com transtornos mentais dentro de todos os segmentos da saúde e trocar experiências, com especialistas e equipe multidisciplinar. Esse foi o objetivo da Roda de Conversa promovida pela equipe do Serviço de Saúde Mental, na última sexta-feira, no auditório da sede do Poder Executivo Presidente JK. A prefeitura de Araxá, através do Serviço faz mais de dois mil atendimentos por mês, nos dois Centros de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas (CAPSad), no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) e nas quatro Unidades de Saúde que contam atendem pacientes com transtornos mentais. A coordenadora do Serviço de Saúde Mental, Lourdes Maria Xavier, explica que a Roda de Conversa foi sobre o fluxo de acolhimento aos usuários da rede municipal que necessitam do serviço. As psiquiatras Daniela Rodrigues Gonçalves e Natalia Velozo Furtado, fizeram explanação sobre os serviços oferecidos no município, repassando os critérios de encaminhamentos para o CAPS ou Unidades de Saúde.  Participaram do encontro médicos, psiquiatras, assistentes sociais e enfermeiras das Estratégias Saúde da Família (ESFs), clínicos e coordenadores das Unidades Básicas de Saúde, representantes da Secretaria de Educação. “Foi uma troca de experiências e de saberes, para a construção compartilhada no cuidado com os usuários com transtornos mentais. Queremos reestruturar o campo de atuação, com um acolhimento pautado na escuta qualificada entre a saúde mental e a atenção primária, visando a integração da saúde com outros segmentos da rede pública”.