Destaque »

DETRAN de Araxá volta a vistoriar veículos em dezembro

24 de novembro de 2020 – 10:59 |

A partir do mês de dezembro vindouro, as vistorias de veículos voltarão a ser realizadas em Araxá pela unidade do Detran local. O serviço estava suspenso em função do Detran estar com sua atuação comprometida por …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Esporte, Notícias

Humberto Quintino: ‘O ATC é a minha casa e o tênis minha vida’

Em março de 2016, o JORNAL INTERAÇÃO  e a REVISTA ESPORTES BIKE E AVENTURA,  produziram uma reportagem especial, contanto a história de vida e superação do professor de tênis  araxaense Humberto Quintino, e sua  paixão pelo  esporte e  o ATC – Araxá Tênis Clube ( hoje Centro Esportivo Álvaro Maneira). Há  três anos atrás, Quintino lamentava com tristeza, a situação de abandono e descaso que se encontrava o ATC, uma praça de esportes mais tradicionais de Araxá, berço de grandes encontros esportivos e palco para apresentação de nomes relevantes do esporte local e até nacional. Em 2016, Quintino, fez o seguinte desabafo; “  Infelizmente Araxá, conheceu a decadência do tênis, no início da década de 1980.  As transições de governo, mudanças de gestão publica, falta de apoio, de espaço e de incentivo, acabaram apagando parte da dessa  história gloriosa do tênis na cidade.  O ATC, também foi esquecido e abandonado pelas autoridades locais.  A muito tempo, como funcionário da prefeitura de Araxá, eu cuido do que restou das quadras do ATC. Aqui eu sou guarda, faxineiro, eletricista, bombeiro; faço um pouquinho de tudo para conseguir dar aulas para as crianças e jovens carentes da periferia da cidade e os amantes do esporte.  Mas não é fácil.  Quantas vezes ao longo de 43 anos de carreira, nos projetos sociais e gratuitos  de tênis, voltados para crianças carentes e jovens em situação de risco dos bairros de Araxá, eu cansei de escutar que o tênis, nunca poderia ser  um esporte para pobres e negros. Mas, essas palavras de preconceito e discriminação, se transformaram em combustível para que eu, um  professor negro de origem humilde, lá do Barreiro, com dedicação integral  e fé, pudesse prosseguir com a missão de realizar o sonho de ensinar tênis para os garotos pobres lá da  periferia, e que nos procurar e descobrir grandes talentos, tirar essa meninada das ruas, do crime e das drogas e ter o orgulho de provar para aquelas pessoas que sempre foram preconceituosas e pobres de espírito; que o negro e o pobre também são gente, tem alma, talento, merecem respeito como qualquer pessoa. E se tornar  um  grande  jogador de tênis; vencedor,  como eu fui!”

Esforço e dedicação que valeram a pena

Esta semana , após  a reforma e revitalização do ATC, pela Prefeitura Municipal, a reportagem do  JORNAL INTERAÇÃO, voltou a reencontrar Humberto Quintino, no mesmo local, onde sempre esteve presente e guardião,  daquela praça esportiva que é parte fundamental na vida dele. Hoje aos 64 anos, mas com um fôlego juvenil, quando o assunto é tênis e ATC, Quintino, não vacila nem um pouco em fazer planos e sonhar com seus projetos e aulas sociais de tênis para crianças e jovens carentes e aqueles que forem ao ATC. Ele disse que, “  nosso sonho e dar aula para crianças e formar  novos atletas. Trabalhar com os alunos das escolas municipais, crianças carentes numa faixa etária entre 6 e 15 anos. E nosso foco maior é evitar que essas crianças corram o risco de trilhar o caminho das drogas e da criminalidade.”  Ainda de acordo com Humberto, “ eu vivi e passei  todas as fases do ATC.  Posso dizer que eu fui um dos pioneiros do tênis aqui.  Como professor  nós vivemos uma grande fase, revelando grandes nomes e atletas do tênis de Araxá. Hoje posso agradecer a Deus, por ainda ver e estar aqui no ATC, reformado e pronto para abrigar aulas e competições de tênis e outros esportes.”  Finalizando, Humberto Quintino, revelou que, “ meu sonho é poder passar o que eu sei de tênis para as crianças, principalmente as carentes, pois quando eu começei eu era de família pobre e não tinha condições, mas tive oportunidades e apoio de outras pessoas e agora quero retribuir tudo que recebi repassando meus conhecimentos para essas crianças carentes, porque, o ATC é minha casa e o tênis é a minha vida”.

Hoje o ATC – Centro Esportivo Álvaro Maneira, revitalizado, conta com uma quadra de tênis de grama sintética, uma quadra poliesportiva (tênis, futsal, handbol, volei e basquete) , uma quadra de grama sintética para futebol socyte e uma piscina. A coordenadora do novo ATC é Jane Porfírio.

O reconhecimento  primeira aluna a pisar na nova quadra

A estudante Eduarda Rosa, que começou  a fazer aulas de tênis  aos 8 anos de idade, foi aluna do professor Quintino durante três anos no antigo ATC. E mesmo com a situação precária do clube na época, a pequena Eduarda não media esforços para ir ás aulas do professor Humberto. Amante do esporte, ela contava os dias para  chegar a tão esperada e gratificante aula. A estudante  sempre teve o apoio dos pais, que acompanhavam  Eduarda em todos os treinos, quando a quadra do ATC ainda era de saibro, com mato e sujeira,mas que sempre era cuidada pelo próprio professor. Eduarda revela que a paixão dela pelo esporte se fortaleceu principalmente pela atenção especial e dedição integral de Quintino nas aulas. “ Ele é muito bom professor, e tem muita paciência para ensinar. Eu amo fazer  aulas de tênis com ele.” A estudante também conta que, “ eu sempre aguardei  com muita ansiedade,  a reforma e revitalização do ATC  para voltar a fazer aulas com o professor Quintino. Ele é o nosso mito do tênis em Araxá.”  Hoje com 14 anos, muita alegria, sorriso no rosto e alto astral, a estudante, foi a primeira  aluna a voltar a pisar na nova quadra de tênis, já anciosa para retomar as aulas com o querido professor. E com toda certeza, não só Edurada, mas muitas crianças e jovens de Araxá esperam poder ter aulas de tênis no novo ATC, com o profeessor Humberto Quintino, de forma gratuita e com toda a estrutura fornecida pela admministração municipal de Araxá.