Destaque »

CBMM abre inscrições para Programa de Trainee 2021

28 de setembro de 2020 – 19:20 |

CBMM abre inscrições para Programa de Trainee 2021
Companhia selecionará profissionais com foco em capacitação de novos líderes

Líder mundial na produção e comercialização de produtos de Nióbio, a CBMM abre seu Programa de Trainee 2021. As …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque

“Todos juntos vamos, pra frente Brasil, salve a seleção”.

O País para hoje para ver os “Canarinhos” da seleção buscarem um voo mais alto. Não tem outro pensamento: é vencer e vencer. Depois da vitória dramática diante da seleção do Chile, a seleção brasileira entra em campo hoje, às 17h contra a boa equipe da Colômbia, que vem mostrando um bom futebol e, com certeza, vai entrar em campo acreditando que pode vencer o time do Brasil. A realidade da Copa do Mundo no Brasil é que acabou-se o favoritismo. Antes do início da competição, Alemanha, Argentina, Brasil, França, Itália, Uruguai e Inglaterra eram tidas como seleções favoritas e que, com certeza, alguma delas seria campeã. Pode até ser, mas já não podem ser consideradas mais favoritas:  Inglaterra e Itália saíram na primeira fase, surpreendidas pelo bom futebol apresentado pela Costa Rica, que foi muito superior a elas. Nas oitavas de final, nenhum time conseguiu vencer com facilidade, e todos os jogos foram decididos em partidas dramáticas, nas prorrogações, nos minutos finais ou em cobranças de pênaltis, como no caso do Brasil x Chile e Costa Rica x Grécia. A única equipe que venceu com maior facilidade foi a Colômbia, contra o favorito Uruguai, por 2×0, no tempo normal. Agora acabou o favoritismo, ou melhor, se tiver que ter favorito pelo futebol apresentado até agora, a Bélgica mostrou sua força com um futebol de qualidade, envolvente e agressivo. Os jogos das oitavas de final foram todos muito emocionantes e vamos torcer para que continue e que prevaleça o bom futebol. A superação será fator determinante para se chegar às semifinais. Realmente não tem mais favoritismo, mas o Brasil tem time e torcida para vencer a Colômbia. O que precisa é entrar em campo acreditando, com muita vontade e determinação para conseguir mais este voo.