Destaque »

Prefeitura de Araxá lança nova logomarca

22 de janeiro de 2021 – 17:16 |

A Prefeitura Municipal de Araxá definiu sua nova logomarca com a proposta de design moderno aliada com os valores históricos da cidade presentes no Brasão Oficial – os Peixes representando as águas, a Árvore dos …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Araxá Esporte goleou só no final da partida [5 a 1]

Diego Peirão marcando o segundo gol do Ganso.

Por: Alcino de Freitas.

Seria muito injusto da minha parte se não reconhecesse a vitória expressiva do Araxá Esporte no sábado, 31, diante do Funorte Esporte Clube, emjogo realizado no Estádio Municipal Fausto Alvim, válido pela terceira rodada do returno do Campeonato Mineiro, módulo B. Para quem não assistiu à partida e tem apenas o conhecimento do placar, pode parecer uma goleada acachapante, mas, no decorrer da partida, a vitória não foi tão fácil assim.

No primeiro tempo, o alvinegro araxaense [não é que jogou mal] realizou apenas uma partida razoável e terminou os 45 minutos iniciais vencendo o Funorte, por apenas 1 a 0, com um gol assinalado por Tiago Pereira, aos 21 minutos, após um lançamento sensacional do meia Zé Maria. Araxá Esporte não exercia uma marcação na saída de bola do adversário, deixando espaço para o Funorte ir desenvolvendo seu limitado futebol. Isso porque, na partida anterior entre Funorte e Mamoré, disputada aqui em Araxá, o time do Norte de Minas tinha tido três jogadores expulsos, além de vir de uma campanha pífia, só conseguindo, então um empate diante do Mamoré. Era de se esperar maior determinação por parte dos comandados por Luís Eduardo Lima. Entretanto, aos quatro minutos do segundo tempo, o Funorte conseguiu seu gol de empate. Foi cobrada uma falta, e o goleiro Fred defendeu com os punhos.

No rebote, o jogador Sandro aproveitou e empatou a partida. Desse momento em diante é que a partida sofreu uma mudança radical. Primeiro, pelas duas expulsões na equipe do Funorte, do zagueiro Eddil e de  Felipe Ribeiro (meia). Mesmo atuando com dois jogadores a mais, o poder de penetração do Araxá Esporte ainda deixava a desejar. Foi quando o técnico Luís Eduardo fez duas substituições, tirando Vander e Hugo Alexandre, colocando mais dois centroavantes, passando sua equipe a jogar com três centroavantes e, mesmo assim, devido aos erros individuais e à falta de um meia criativo, o Araxá Esporte não conseguia marcar o segundo gol.

Nesta altura, o torcedor passional lembrando-se do empate do Funorte diante do Mamoré, temia pelo mesmo resultado. Luís Eduardo fez, então uma terceira substituição, que foi a salvação da pátria. Sacou o zagueiro Felipe Nogueira e lançou Donizete, que, nos oito minutos restantes de partida, isto é, dos 38 minutos aos 46 minutos, fez jogadas sensacionais, dando passes excelentes, fazendo com que os atacantes do time alvinegro araxaense, marcassem por quatro vezes.

Aos 38 minutos, por Diego Peirão; aos 40 minutos, foi a vez de Daniel Morais; aos 42 minutos, novamente Diego Peirão e aos 46 minutos, para a felicidade da torcida do Ganso, que tem assistido às boas atuações do lateral Fabiano, marcar o quinto gol dessa goleada pra cima do já rebaixado Funorte. Respeito e tenho uma boa convivência com o técnico Luís Eduardo, com o qual eu convivo quase que diariamente, mas, como comentarista, eu não aprecio as improvisações feitas por ele. É o caso do zagueiro André Alves, quando foi deslocado para o meio de campo substituindo o volante Cafu, afastado da partida pelo terceiro cartão amarelo. Em seu plantel, ele conta com outros quatro volantes: Marcelino, Nando, Bruno e Ramon. Diante do exposto, eu respeito sua opinião e torço muito para ele ser um técnico vencedor.

O Araxá Esporte Clube venceu jogando com: Fred, Osvaldir, Fred Milani, Felipe Nogueira (Donizete), Fabiano; André Alves, Zé Maria, Vander (Daniel Morais), Hugo Alexandre (Diego Peirão); Tiago Pereira, Evandro. Técnico: Luís Eduardo Lima.

O Funorte Esporte Clube perdeu de: Mateus de Paula, Fayllon, Eddil, Alisson, Altamiro; Felipe César (Claudinei), Mardonio, Sandro, Felipe Ribeiro; Alexandre Dandão, Emanoel (Diogo) (Kaíke). Técnico: Eduardo Amorim.

Árbitro: Adriano Alves de Oliveira, auxiliado por Felipe Souza Leal e por Evandro Lacerda Reis.

Público de: 1.178 pagantes, com renda de R$ 11.600,00.

Cartões amarelos: Felipe Nogueira, Hugo Alexandre e Diego Peirão, pelo Araxá Esporte. No Funorte: Fayllon e cartão vermelho para os jogadores: Eddil e Felipe Ribeiro.

Outros resultados da rodada:

Chave A

Uberlândia 2×1 URT, estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia.

Mamoré 2×0 Patrocinense, estádio Bernardo Rubinger de Queiroz, em Patos de Minas.

Mamoré é o líder da chave, com 17 pontos, Araxá é o segundo, com 14 pontos, Uberlândia, terceiro, com 12 pontos, URT, quarto colocado, com 11 pontos e Patrocinense, com 10 pontos, e Funorte, com 1 ponto ganho fecham o grupo.

Chave B

Tricordiano 0x1 Ipatinga, estádio Elias Arbex, em Três Corações.

Tombense 2×0 Formiga, estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora.

Social 0x1 Poços de Caldas, estádio Louis Ensch, em Coronel Fabriciano.

Ipatinga é o primeiro, com 17 pontos, Tombense, segundo, com 15 pontos, Poços de Caldas é o terceiro, com 12 pontos, Social e Formiga, com 7 pontos, vêm em quarto lugar, e Tricordiano é o último da chave, com 6 pontos.

4ª rodada do returno

Chave A

16h – Araxá x Mamoré, Estádio Municipal Fausto Alvim, em Araxá.

16h – Funorte x Uberlândia, estádio Júlio Aguiar, em Patrocínio.

16h – URT x Patrocinense, estádio Zama Maciel, em Patos de Minas.

Chave B

16h – Poços de Caldas x Tombense, estádio Ronaldão, em Poços de Caldas.

16h – Ipatinga x Formiga, estádio Ipatingão, em Ipatinga.

16h – Social x Tricordiano, estádio Louis Ensch, em Coronel Fabriciano.