Destaque »

Prefeitura de Araxá lança nova logomarca

22 de janeiro de 2021 – 17:16 |

A Prefeitura Municipal de Araxá definiu sua nova logomarca com a proposta de design moderno aliada com os valores históricos da cidade presentes no Brasão Oficial – os Peixes representando as águas, a Árvore dos …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

SOS tem verba do Executivo de R$ 208 mil aprovada pelo Legislativo

Câmara Municipal aprovou repasse de R$ 208 mil para SOS por 11 votos a zero.

Em reunião ordinária realizada nesta terça-feira, 4, a Câmara Municipal aprovou o projeto que celebra convênio da Prefeitura com o Serviço de Obras Sociais (SOS), no valor de R$ 208 mil, por 11 votos a zero. A aprovação desta verba significou muito para o SOS, que vai ser aplicada na manutenção da entidade que está de portas fechadas desde segunda-feira, 3, por falta de recursos financeiros.

Com 46 anos de atuação em Araxá, o SOS presta inúmeros serviços para a comunidade, dentre eles doação de remédios e roupas, realização de cursos profissionalizantes de cabeleireiro e costura industrial, mas teve que interrompê-los. Mais de 300 pessoas são beneficiadas com esses serviços.

Uma carta veiculada nas redes sociais durante o feriado de Corpus Christi expôs que a entidade fechou as portas devido à falta de pagamento de oito parcelas de R$ 12 mil, totalizando R$ 96 mil, das dez que tinham que ser repassadas ao SOS em convênio firmado com ela no ano passado e aprovado pela Câmara Municipal.

A diretoria do SOS se reuniu com o prefeito de Araxá, Jeová Moreira da Costa (PDT), em busca de uma solução. De acordo com o assessor jurídico, Jonathan Renaud de Oliveira Ferreira, o envio do projeto à Câmara Municipal foi uma consequência da realização dessa reunião no Instituto Colombo, na terça-feira, 4, de manhã. “Eu só recebi um comunicado ao final da reunião que foi solicitado a formalização do projeto de lei de assinatura posterior de convênio que vai transferir, para o SOS, uma subvenção no valor de R$ 208 mil. A primeira parcela de R$ 108 mil e os R$ 100 mil restantes divididos em seis parcelas de R$ 16.676”, colocou o assessor.

Jonathan acrescentou que esta primeira parcela de R$ 108 mil é para absorver o débito que foi acumulando por parte do Executivo. “O ano de 2012 foi mais complicado pelo final da gestão. Em ano eleitoral, tivemos um pouco mais de dificuldade para realizar esses convênios e efetivamente repassar esses recursos às entidades”, comenta o assessor.

“O restante dos R$ 100 mil, que é o convênio normal, o prefeito dividiu em menos parcelas, mas de um valor maior de parcela para adiantar e realmente evitar um prejuízo maior que o SOS vem sofrendo”, concluiu.

Mesmo com a aprovação da verba, o coordenador do SOS, Eliazar Moreira Vilaça, afirmou que ainda a entidade vai continuar com as portas fechadas até que a primeira parcela esteja depositada na conta do estabelecimento. A previsão do coordenador é que o SOS reabra as suas portas na próxima segunda-feira, 10.