Destaque »

Zema e ministros anunciam R$ 250 milhões para investimento em turismo e saneamento básico em Minas

10 de julho de 2020 – 17:36 |

Em uma agenda surpresa, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, concederam entrevista coletiva à distância na segunda-feira junto com o governador de Minas, Romeu Zema (Novo). …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

História do Futebol Araxaense

A história que vamos contar hoje é do Esporte Clube Internacional.Assim era o nome do clube fundado por volta de 1971, segundo nos conta Célio Santos, um dos fundadores dessa agremiação e que guarda, até hoje, com muito carinho, um álbum com diversos recortes de jornais da época, juntamente com as carteiras dos jogadores que faziam parte do time. Celinho, como é conhecido,é figura muito popular em nossa cidade.Araxaense, nascido no dia 11/10/45, filho do senhor José Rita Santos e de dona Rita Avelina Santos. Segundo Celinho, o Internacional foi fundado no “Turibão”, na rua Uberaba, onde hoje são as casas da Fosfértil. Lá foi feito um campo de futebol pelas mãos dos próprios jogadores do Internacional, que, na época, eram todos meninos com menos de 20anos. Segundo ele, seus companheiros fundadores são: Fidélis Luís Marcone, Valdir Paiva Santos, Marcelo Tadeu de Aguiar, Júlio Tadeu Cunha (Zanata), José Gaspar do Nascimento (Procópio) e Jair de Oliveira Rocha. E para minha surpresa, lá estava a carteira de atleta de meu irmão João Batista de Freitas, datada de 1971. 

A atual presidente do Sport Clube Internacional é a senhora Luciana de Fátima Geraldo.

Agora, vamos passar à história do Sport Clube Internacional, a partir de 1984, contada pelo senhor Fábio Domingos dos Santos (Saba). Notem que é tirado o “E” do Esporte e a denominação do clube passa a ser como a do Sport Clube Internacional de Porto Alegre.

Em 1984, Saba passa a defender o Internacional,que tinha como presidente o Marreco e o Júlio da Banca, que tinha a procuração do clube. Quem pegou o time das mãos do Júlio e do Marreco foi: o Saba, o Edvaldo Pelanca e o Célio Geraldo (Grilo). O primeiro presidente desta época foi o Edvaldo Pelanca, que, além dessa função, era também o treinador do time. Saba foi dirigente do Internacional por um período de 20 anos. Outros dois nomes que o ajudaram muito foram: Luiz Humberto de Castro e Luís Carlos Batista.Eles assumiam como presidentes e Saba era o vice, só que eles deixavam o cargo e Saba assumia a presidência. No ano de 2005, Saba passa a presidência do clube para o senhor Adilson Rodrigues de Rezende. Em 2006, Adilson deixa o cargo e em seu lugar assume sua esposa Luciana de Fátima Geraldo.

Títulos conquistados pelo Internacional

Na época do presidente Celinho, ele não se lembra de aequipe ter conquistado nenhum título. Saba já conta o contrário; cita alguns títulos conquistados: o Internacional foi campeão do Torneio Ministro Olavo Drummond, disputado no estádio Oacisto Teixeira. Primeira Copa Norte, torneio realizado pelo Ferrocarril e também disputado no seu estádio Ernesto Duílio Stefani. Campeão: o Internacional. Em 2007, o Internacional ficou classificado em terceiro lugar no Campeonato Amador da primeira divisão local. Neste ano, o clube teve o ataque mais positivo da competição, quando assinalou 86 gols e aplicando a maior goleada durante a segunda fase, quando venceu a equipe do Ferroviário pelo placar de 13 a 0. Em 1991, o Internacional sagrou-sevice-campeão na categoria juniores. Barata, atacante do time, foi o artilheiro da competição. Em 2003, aconteceu um tropeço e o time foi rebaixado para a segunda divisão do campeonato amador. Em 2004, a meta era voltar à primeira divisão.Disputou o campeonato com muita luta, foi vice-campeão, perdendo na partida final, durante as penalidades, para a equipe do Planeta, já que no tempo normal o jogo terminou empatado e, em 2005, já estava de volta à primeira divisão.

Essas histórias são belíssimas de serem contadas, pois só quem as conhece, só as pessoas que são do meio sabem a luta que é manter um clube amador em atividade. O Jornal Interação parabeniza todos os desportistas que abraçam a causa.