Destaque »

Eleições Municipais: Araxá já tem 77.110 eleitores aptos á votar este ano

14 de julho de 2020 – 17:02 |

Em função da pandemia do Coronavírus, no Brasil, a Justiça Eleitoral decidiu adiar o pleito municipal deste ano, para o dia 15 de novembro. Como no município de Araxá não há segundo turno nas eleições …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Sem categoria

Aracely participa de reunião de avaliação das ações do Comitê de Enfrentamento ao COVID-19

O Comitê de Enfrentamento ao Covid-19/Araxá se reuniu na última sexta-feira, 05 de junho, para a avaliar as decisões tomadas para conter a evolução do Coronavírus na cidade. O prefeito Aracely, participou da reunião e em seguida, acompanhado dos representantes do Comitê, recebeu diretores da empresa Mosaic: o gerente da Unidade de Araxá, Henrique Oliveira; o gerente de Saúde e Segurança, Leonardo Muritiba; o especialista em Relações Institucionais, Luiz Maurício Pereira e a gerente de Relações com a Comunidade, Caroline Fávaro Oliveira.

Aracely deixou claro todo o desconforto da Administração com as atitudes tomadas inicialmente pela empresa, como a contratação de trabalhadores de fora para executar serviços de manutenção, em prejuízo das pessoas que moram aqui. Ressaltou que se as tratativas conversadas forem cumpridas, sanará grande parte do problema, já que a empresa se comprometeu em executar a parada no segundo semestre, contratando empresas de Araxá, empregando o máximo da mão de obra local que for possível.  “A Prefeitura quer estar atenta às ações da companhia, não temos nada oficial ou pessoal contra a empresa, mas é necessário que ela entenda que quem dirige o município é poder público, o poder judiciário e o poder legislativo. A reunião foi boa e espero que os frutos estejam à altura daquilo que foi conversado, caso contrário voltaremos a conversar”, ressaltou o prefeito.A coordenadora do Comitê e secretária de Saúde, Diane Dutra, destacou que fizeram avaliações das decisões tomadas. Muitas empresas que estão fechadas querem a flexibilização, estão analisando a Deliberação do Estado, tem alguns itens que impedem uma flexibilização maior. O Governo de Minas divulgou que o pico no Estado atrasou, agora está previsto para julho, vão acompanhar o cenário neste mês para fazer alguma flexibilização. “Nesse momento toda questão é técnica e científica, pensando na pandemia. Estamos com números tranquilos sim, mas não podemos nos acomodar, esse resultado é fruto de muito trabalho e precisamos manter o isolamento social”, afirmou Diane.