Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Carro-Céu se transforma em palco e atrai centenas de crianças em dois pontos da cidade

A Praça da Mangueira e o Teatro Municipal, em Araxá, foram os pontos escolhidos pelo projeto Tri Ciclo, com o objetivo de levar, a seu público, cultura, por meio da música, teatro e contação de histórias. Com o espetáculo “Cantos do Brasil”, do grupo Cantos do Rio, vindo diretamente do Rio de Janeiro, a dupla Jujuba e Ana Nogueira encantaram o público de mais de 400 pessoas.

Exaltando o folclore brasileiro, a dupla circula pelo País no automóvel que é o palco móvel, o Carro-Céu. Os artistas mambembes têm que pagar uma multa alta inventada por um malvado coronel. E eles têm cinco dias para ‘quitar’ essa dívida, levando até o vilão a ‘coisa mais bonita do mundo’. Se não conseguirem, perdem o carro. E com a interação da plateia, os artistas cantam, contam, dançam e brincam em busca desse tesouro.

A viagem pelo Brasil retrata o folclore de cada uma das cinco regiões do País. Luiz Carlos Pereira (o Jujuba) e Ana Nogueira têm diversas formações como atores e arte-educadores. “É maravilhoso levar a cultura através da peça com o Carro-Céu, chegar até as pessoas com histórias contadas ao ar livre”, contou Ana.

O grupo Cantos do Rio tem ainda um canal de rádio estadual, na rádio Mec, por meio do qual, durante três horas, contam histórias infantis, cantigas e brincam com as crianças. É todo sábado, das 10h às 13h, no www.mec.com.br.

Eles foram a segunda atração do projeto Tri Ciclo Espetáculos, que promete muito mais. A atração foi escolhida a dedo, como exaltou a idealizadora do projeto, Cynthia Verçosa. “Um dos cuidados para escolher essa peça foi procurar um grupo que trabalhasse a questão da cultura popular, que contasse a história de várias regiões do Brasil, que utilizasse a contação de histórias com a música que eles fazem e o trabalho na educação também, de forma lúdica. Na escolha da praça da Mangueira, pontuamos várias escolas que estão ao redor e as convidamos para vir. Foi uma aula de história na praça”.

Cynthia ainda ressaltou que, neste mês, o projeto Tri Ciclo reserva muito mais atrações. “Dia 13 de outubro, Veronica Sabino, filha do Fernando Sabino, com espetáculo de música em tributo ao pai dela e dia 16, três oficinas simultâneas com o grupo Rasgacêros das Gerais, todas gratuitas, e serão em vários pontos do Teatro Municipal, e no dia seguinte, 17, eles fazem o espetáculo “Mambembrasileiros” e ainda, dia 26 de outubro, palhaço Furreca, de Mariana-MG, na praça de frente à Gabriela Mistral”, finalizou.

O projeto Tri Ciclo teve seu pontapé inicial em Araxá, no último dia 21, com o espetáculo “Legado Andalusi” proporcionado pelos bailarinos da Companhia de Baile Flamenco, de direção de Fátima Barreto. De acordo com a organização, cerca de 1.500 pessoas prestigiaram todas as atrações.