Destaque »

Delegacia Rural de Araxá é a primeira de Minas

11 de novembro de 2019 – 17:17 |

Para dar mais efetividade ao combate de crimes patrimoniais que ocorrem na zona rural, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) inaugurou, nó último dia 7 de novembro, um espaço com as …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Grei vence Ferroviário nos pênaltis e se sagra campeão do Campeonato Amador Juniores

Equipe devolveu a vitória de 3 a 2 sofrida no jogo de ida, levou a decisão para as penalidades máximas, e Grei ganhou por 3 a 1, com goleiro Dudu defendendo 2 cobranças da marca da cal, impedindo o bicampeonato do Ferroviário.

Na segunda partida da final do Campeonato Amador Juniores entre Grei e Ferroviário, emoção foi o que não faltou neste sábado, 29, no estádio Industrial Vicente Lobo. Precisando vencer por dois gols de diferença para ser campeão, Grei abriu 2 a 0 na primeira etapa, mas levou o empate no segundo tempo. O meio-campista Igor Gaega entrou em cena e, nos acréscimos, provocou a decisão para os pênaltis, já que o placar de um gol de diferença foi repetido [3 a 2 no jogo de ida para o Ferroviário]. Nas cobranças, Grei venceu por 3 a 1 e conquistou, pela primeira vez, o Campeonato Amador Juniores.

Diferentemente da primeira partida, quem começou pressionando foi Grei, que abriu o marcador logo aos cinco minutos. Em jogada de toques rápidos e envolventes de todo o sistema ofensivo dos donos da casa, Igor Gaega passou para Anísio, que finalizou da entrada da área no canto direito do goleiro Marcos.

Ferroviário poderia ter empatado aos 12 minutos. Em lançamento para Fred, o atacante pegou, de primeira, à direita do gol. Quando o relógio passava dos 18 minutos, Anísio toca de novo na bola e é muito feliz no lance. Anísio dominou da entrada da área e pegou rasteiro, de pé direito, no canto esquerdo, aumentando o marcador.

Os visitantes até tentavam uma reação, mas esbarravam em erros de passes. Só que começaram a ficar ao redor da área do Grei, incomodando o sistema defensivo dos donos da casa. Aos 31 minutos, na cobrança de falta para área, Leandrinho tentou o chute, mas furou e a bola se perdeu na linha de fundo.

Anísio teve a chance de marcar o terceiro e levar Grei com uma situação mais tranquila para o intervalo. Só que o atacante tentou toque para encobrir o goleiro Marcos, sem sucesso.

Para o segundo tempo, o treinador Leandro Silva cobrou melhor postura do Ferroviário, que começou muito bem com dois gols assinalados em menos de 10 minutos. Aos dois minutos, Dieguinho saiu do banco de reservas e fez jogada individual que terminou em falta. Coquinho foi para a bola e colocou no canto direito de Dudu, diminuindo o placar.

Quatro minutos depois, Ferroviário conseguiu o empate. Em mais uma jogada de bola parada, Neguinho bateu falta pela esquerda, e Fred cabeceou, estabelecendo a igualdade de 2 a 2, empate que favorecia o Ferroviário para a conquista do bicampeonato júnior. Aos dez minutos, Coquinho voltou a incomodar o Ferroviário em batida que passou perto da trave esquerda.

Com 2 a 2, a partida ganhou mais em emoção e ficou bastante acirrada. Rafael Negão, do Ferroviário, foi expulso por excesso de reclamação, aos 18 minutos. Samuel, do Grei, que entrou na segunda etapa, deixou o braço para atingir Cadu, do Ferroviário, e também saiu do campo mais cedo. Cadu teve o mesmo destino de Samuel e levou cartão vermelho por ter revidado a agressão do jogador do Grei, segundo o que o árbitro Ronaldo Vicente relatou para a reportagem do Jornal Interação.

Com um jogador a menos, a pressão do Grei aumentou e, aos 44 minutos, veio o “gol da salvação” para os donos da casa. Igor Gaega recebeu lançamento, limpou a marcação e colocou rasteirinho no canto, fazendo 3 a 2, placar que levou a decisão para as penalidades máximas.

Nas cobranças, Grei marcou com Anísio, Bruno Botelho e Luís Felipe e desperdiçou uma penalidade com Marcelo, a qual o goleiro Marcos defendeu. Para o Ferroviário, apenas Diego converteu o pênalti, enquanto Fred bateu para fora e Coquinho e Alessandro chutaram para defesa de Dudu.

Após o jogo, teve a entrega de troféus para Grei [campeão], Ferroviário [vice], Dudu, do Grei [melhor goleiro], Estância [troféu disciplina] e Anísio, do Grei [troféu artilheiro].

Ficha técnica:

Grei: Dudu; Marcelo, Tigrão, Chiquinho e Fred (Samuel); Igor Gaega, Luís Felipe, Thiago e Braian (Bruno Botelho); Bruno Ronaldinho (Eules) e Anísio. Treinador: Leandro.

Ferroviário: Marcos; Neguinho, Rafael Negão, Alessandro e Andreone (Diego); Cadu, Ricardinho (Caique), Iago (Dieguinho) e Leandrinho (Valdir Júnior); Coquinho e Fred. Treinador: Leandro Silva.

Gols no primeiro tempo: Anísio, aos 5 minutos e aos 18 minutos.

Gols no segundo tempo: Coquinho, aos 2 minutos, Fred, aos 6 minutos e Igor Gaega, aos 44 minutos.

Cartões amarelos: Igor Gaega, Anísio e Eules (Grei); Cadu e Fred (Ferroviário).

Cartões vermelhos: Samuel (Grei) / Rafael Negão e Cadu (Ferroviário).

Árbitro: Ronaldo Vicente

Assistentes: Sebastião Prosolino e Mário Lúcio

4° árbitro: Amilton César

5° árbitro: Valter José

Mesária: Kamila Lemos