Destaque »

Araxá abre mais 5 leitos de UTI para Covid-19

31 de julho de 2020 – 17:55 |

A Secretaria Municipal de Saúde, implantou mais 5 novos leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19. A cidade passa agora a contar com 20 vagas em Unidade de Tratamento Intensivo.
 
A Santa Casa de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Araxaense é atendido na UPA com suspeita de contaminação pela cerveja Backerv

Um homem de Araxá pode ter sido contaminado pela cerveja Backer. Na última terça-feira, a  Secretaria de Saúde de Araxá notificou um caso suspeito de contaminação pela bebida na cidade. De acordo com informações, um homem, de 55 anos, teria comprado a cerveja em um estabelecimento da cidade e após ingerir a bebida não se sentiu bem e foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A Secretaria Municipal de Saúde aguarda o resultado dos exames que foram enviados para Belo Horizonte para confirmar o caso de contaminação pela cerveja da Backer. A Vigilância Sanitária de Araxá  está orientando o comércio local a retirarem das gôndolas e refrigeradores todas as marcas de cervejas da Cervejaria Backer. O paciente está em bom estado de saúde e não chegou a ser hospitalizado. A Vigilância Sanitária informa que está fiscalizando os pontos comerciais que comercializam cervejas artesanais para verificar se ainda existem cervejas desses lotes sendo comercializadas na cidade. Segundo a vigilância, não está recolhendo essas cervejas, mas reforçando junto aos comerciantes a recomendação de que essas bebidas não sejam comercializadas. O Ministério da Agricultura notificou a empresa Backer à fazer o recolhimento de todas as cervejas produzidas desde outubro de 2019. Até o fechamento desta edição o quadro de saúde da vítima era estável. A Cervejaria Backer divulgou um comunicado sobre a atual situação. “Nesse momento, a Backer mantém o foco nos pacientes e em seus familiares. A empresa prestará o suporte necessário, mesmo antes de qualquer conclusão sobre o episódio. Desde já se coloca à disposição para o que eles precisarem.A cervejaria informa que continua colaborando, sem restrições, com as investigações. A empresa segue apurando internamente o que poderia ter ocorrido com os lotes de cerveja apontados pela Polícia. A Backer adianta que, na semana passada, solicitou uma perícia independente e aguarda os resultados. Reitera que, em seu processo produtivo, utiliza, exclusivamente, o agente monoetilenoglico”.