Destaque »

‘Rock Bocaína 2017’, agitou final de semana esportivo em Araxá

20 de outubro de 2017 – 20:49 |

Foram quatro dias de muita ação, adrenalina e integração esportiva, na realização da 3º edição do Rock Bocaína, que aconteceu no último fim de semana, entre os dias 12 e 15 …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Lançada as propostas do programa Siga Vivo

As propostas recebidas no ciclo de debates foram organizadas em um relatório com mais de 300 sugestões para combater a violência no trânsito.

Com o resultado dos oito encontros regionais e mais a plenária final em Belo Horizonte, as propostas do ciclo de debates “Siga Vivo – pelo fim da violência no trânsito” foram organizadas em um relatório lançado no último dia 21, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa. São mais de 300 propostas de ações para combater a violência no trânsito.

As sugestões contemplam a melhoria das estradas, a educação de motoristas e mais investimento no transporte público, dentre outros. Sobre isso, o deputado Bosco (PT do B), presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia – uma das organizadoras do ciclo –, comentou que precisam do apoio do governo federal. “Precisamos exigir uma presença mais firme do governo federal, sobretudo com mais verbas, até porque 70% do que se arrecada no País fica nos cofres da União”, ressaltou.

A solenidade contou com a presença de presidentes de outras comissões envolvidas e representantes das 61 entidades e órgãos de apoio. “A guerra continua. É necessário prosseguir mobilizando especialistas e sociedade civil para que avancemos, cada vez mais, nessa área”, conclamou Bosco. Os recursos para a implementação das propostas serão garantidos no orçamento e poderão fazer parte dos programas e planos do governo do Estado.

 Regional em Ibiá

             Bosco aproveitou a ocasião para destacar a realização do ciclo em Ibiá, no Alto Paranaíba. A cidade foi a sétima a receber o “Siga Vivo” e teve a participação de cerca de 250 pessoas. Havia o projeto de implantação de oito radares na cidade, mas faltavam pontos de energia. Essa demanda foi apresentada na reunião, e Bosco assumiu, com os colegas, o compromisso de buscar uma solução com a Cemig. Os radares já estão instalados e prestes a entrar em funcionamento.