Destaque »

Conheça três das grandes atrações musicais deste fim de semana no FestNatal Araxá

13 de dezembro de 2019 – 16:57 |

Caio Mesquita, Igor Prado e Raphael Wressnig são reconhecidos mundialmente pelo talento e qualidade dos espetáculos
O FestNatal Araxá abre neste fim de semana no Expominas uma série de apresentações musicais que promete encantar …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Cultura

Coluna do Francisco Géa

“OS 80 ANOS DO MELHOR ANO DO CINEMA”

2019-1939

“APRESENTAÇÃO”

Neste ano que está iniciando, o cinema está iniciando, o cinema está comemorando os oitenta anos, daquele que foi o melhor ano, de toda a história da cinematografia mundial, de como o ano de 1939, que foi um ano tão profício e grandioso, na realização e na qualidade dos filmes, que foram lançados em 1939.

 

E desde que o cinema foi inventado, jamais, em tempo algum houve um ano grandioso como o ano de 1939, para o lançamento de tantos bons filmes em um ano somente.

Especialmente o cinema americano está comemorando oito décadas do chamado “ANO DE OURO” do cinema.

Hoje, qualquer jornalista ou qualquer crítico de cinema, quando vai elaborar a lista de filmes, “como os melhores de todos os tempos”, facilmente esta sua relação tem mais de 60% dos títulos de filmes que foram lançados em 1939, então vejamos:

Abrindo esta maravilhosa coletânea, aparece o incomparável e grande clássico de “E O VENTO LEVOU” (gone with the Wind), de 1939 também são as seguintes maravilhas cinematográficas:

NO TEMPO DAS DILIGENCIAS (Stagecoah) de JOHN FORD, com John Wayne

O MÁGICO DE OZ (The wizard Of Oz) de VICTOR FLEMING com Judy Garlant

O MORRO DOS VENTOS UIVANTES (Wuthering Heigts) de WILLIAM WYLER, com L. Olivier

ADEUS MRS. CHIPS (Goodbye Mrs. Chips) de San WOOD com Robert Donat

NINOTCKA (Ninotcka) de ERNEST LUBISH com Greta Garbo

VITÓRIA AMARGA (Dark Victory) de EDMUND GOULDING com Bette Davis

A MULHER FAZ O HOMEM (Mrs Smith Goes To Washington) de FRANK CAPRA com James Stwart.

DUAS VIDAS (Love Affair) de LEO MAC CAREY com Charles Boyer

CARICIA FATAL (Of Mice And Man) de LEWIS MILLESTONE com Burges Meredith

GUNGA DIN (Gunga Din) de GEORGE STEVENS com Cary Grant e Victor Mc Laglen

ATIRE A PRIMEIRA PEDRA (Destry Rides Again) de GEOGER MARSHALL com James Stewar

ALIANÇA DE AÇO- (Union Pacific) de CECEL B. DE MILLE com Joel Mac Crea

AO RUFAR DOS TAMBORES (Druns Along The Mohawk) de JOHN FORD com Henry Fonda

BEAU GESTE (Beau Geste de WILLIAM A. WELLMAN com Gary Cooper

O CORCUNDA DE NORTE-DAME (The Huncback og Notre Dame) de WILLIAM DIETERLE, com Charles Laughton.

HEROIS ESQUECIDOS “(The Roaring Twenties) de RAOUL WALSCH com Humprey Hogadd

“JUAREZ” (Juarez) de WILLIAM DIETERLE com Paul Muni e Bette Davis

JESSE JAMES-A LENDA DE UMA ERA SEM LEI (Jesse James) de HENRY KING com Tyrone Power e Henry Fonda.

MEU REINO POR UM AMOR (The Private Lives of Elizabeth and Essex) – de MICHAELCURTIZ, com Erro Flynn e Bette Davis.

O FILHO DE FRANKENSTEIN (The Son Of Frankenstein) de ROLAND V.LEE, com Boris Karloff.

FINAL

Esta relação ainda poderia conter e ser acrescida com muitos outros títulos, mas fica registrada nesta reportagem a comemoração dos 80 anos do lançamento simultâneo, daqueles que foram os melhores filmes do mundo, de toda a história do cinema americano. Fica o registro

(FIM)

Francisco José Géa

 

“OS 80 ANOS DO MELHOR ANO DO CINEMA”

2019-1939

“APRESENTAÇÃO”

Neste ano que está iniciando, o cinema está iniciando, o cinema está comemorando os oitenta anos, daquele que foi o melhor ano, de toda a história da cinematografia mundial, de como o ano de 1939, que foi um ano tão profício e grandioso, na realização e na qualidade dos filmes, que foram lançados em 1939.

 

E desde que o cinema foi inventado, jamais, em tempo algum houve um ano grandioso como o ano de 1939, para o lançamento de tantos bons filmes em um ano somente.

Especialmente o cinema americano está comemorando oito décadas do chamado “ANO DE OURO” do cinema.

Hoje, qualquer jornalista ou qualquer crítico de cinema, quando vai elaborar a lista de filmes, “como os melhores de todos os tempos”, facilmente esta sua relação tem mais de 60% dos títulos de filmes que foram lançados em 1939, então vejamos:

Abrindo esta maravilhosa coletânea, aparece o incomparável e grande clássico de “E O VENTO LEVOU” (gone with the Wind), de 1939 também são as seguintes maravilhas cinematográficas:

NO TEMPO DAS DILIGENCIAS (Stagecoah) de JOHN FORD, com John Wayne

O MÁGICO DE OZ (The wizard Of Oz) de VICTOR FLEMING com Judy Garlant

O MORRO DOS VENTOS UIVANTES (Wuthering Heigts) de WILLIAM WYLER, com L. Olivier

ADEUS MRS. CHIPS (Goodbye Mrs. Chips) de San WOOD com Robert Donat

NINOTCKA (Ninotcka) de ERNEST LUBISH com Greta Garbo

VITÓRIA AMARGA (Dark Victory) de EDMUND GOULDING com Bette Davis

A MULHER FAZ O HOMEM (Mrs Smith Goes To Washington) de FRANK CAPRA com James Stwart.

DUAS VIDAS (Love Affair) de LEO MAC CAREY com Charles Boyer

CARICIA FATAL (Of Mice And Man) de LEWIS MILLESTONE com Burges Meredith

GUNGA DIN (Gunga Din) de GEORGE STEVENS com Cary Grant e Victor Mc Laglen

ATIRE A PRIMEIRA PEDRA (Destry Rides Again) de GEOGER MARSHALL com James Stewar

ALIANÇA DE AÇO- (Union Pacific) de CECEL B. DE MILLE com Joel Mac Crea

AO RUFAR DOS TAMBORES (Druns Along The Mohawk) de JOHN FORD com Henry Fonda

BEAU GESTE (Beau Geste de WILLIAM A. WELLMAN com Gary Cooper

O CORCUNDA DE NORTE-DAME (The Huncback og Notre Dame) de WILLIAM DIETERLE, com Charles Laughton.

HEROIS ESQUECIDOS “(The Roaring Twenties) de RAOUL WALSCH com Humprey Hogadd

“JUAREZ” (Juarez) de WILLIAM DIETERLE com Paul Muni e Bette Davis

JESSE JAMES-A LENDA DE UMA ERA SEM LEI (Jesse James) de HENRY KING com Tyrone Power e Henry Fonda.

MEU REINO POR UM AMOR (The Private Lives of Elizabeth and Essex) – de MICHAELCURTIZ, com Erro Flynn e Bette Davis.

O FILHO DE FRANKENSTEIN (The Son Of Frankenstein) de ROLAND V.LEE, com Boris Karloff.

FINAL

Esta relação ainda poderia conter e ser acrescida com muitos outros títulos, mas fica registrada nesta reportagem a comemoração dos 80 anos do lançamento simultâneo, daqueles que foram os melhores filmes do mundo, de toda a história do cinema americano. Fica o registro

(FIM)

Francisco José Géa