Destaque »

Roberto do Sindicato fala sobre devolução de recursos ao Município

29 de janeiro de 2020 – 12:03 |

O Presidente da Câmara Municipal, Vereador Carlos Roberto Rosa (SD), falou sobre a devolução de R$ 446.175,13 por parte do Legislativo Araxaense aos cofres do Município: “Foi uma iniciativa de todos os Vereadores da Câmara …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Policial

Recursos do Nióbio poderão pagar 13º salário do funcionalismo mineiro

A Comissão de Administração Pública da Assembleia legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou em sua forma original, na última terça-feira (5), o projeto de lei que usa recursos da exploração do Nióbio para pagar o 13º salário do funcionalismo público. Serão usados pelo menos R$ 4,5 bilhões para realizar o pagamento. O projeto faz parte do programa de recuperação fiscal. A matéria segue agora para a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Casa, para depois ir a plenário. O projeto de Lei 1205/2019 é de autoria do governador Romeu Zema (Novo). No texto, o governo solicita que sejam cedidos direitos creditórios da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig), dona da maior jazida de Nióbio do mundo, pela exploração do mineral. O Nióbio é normalmente usado na indústria siderúrgica para a produção de ligas de aço especiais de alta resistência, para pontes e turbinas de aeronaves a jato, por exemplo. (Amirt).