Destaque »

Com Apoio da CBMM, MM GERDAU Realiza exposição inédita de fósseis em Araxá

11 de outubro de 2019 – 17:10 |

Com apoio da CBMM, acervo conduzirá o expectador a uma viagem de milhões de anos atrás, para a Era Paleozoica. Exposição é amplamente acessível para cegos, surdos e pessoas com mobilidade reduzida. Em …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Destaque

Prefeitura iniciou a microchipagem dos animais de rua em Araxá

Os cães e gatos capturados pelas ruas de Araxá estão recebendo um microchip. O sistema de microchipagem implantado pela Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, completa o ciclo de controle populacional dos animais de rua da cidade. Além da castração, eles também serão identificados através do dispositivo. Neste ano, até agosto, o canil “Mãos de Assis”, já capturou 390 animais, encaminhou 107 para adoção e vai castrar mais 1500 cães e gatos. O microchip é implantado debaixo da pele do animal e no dispositivo é possível cadastrar informações importantes como as características, se foi castrado, se teve alguma sequela, fez tratamentos, se é de grande ou pequeno porte, se foi vacinado. A coordenadora da Vigilância Ambiental, veterinária Flávia Rios, explica que o sistema é um avanço, uma ferramenta importante que a Prefeitura adquiriu para o efetivo controle populacional de animais soltos pela cidade. Os cães e gatos que forem capturados nas ruas serão analisados pela veterinária, tratados, vacinados e microchipados. Se ele for capturado novamente, será possível saber todas essas informações. Ressalta que o procedimento era pegar os animais e levar ao canil para verificar se já foi castrado, com o leitor do microchip é possível fazer essa checagem na rua, agilizando todo o trabalho. “A castração e a microchipagem são os estágios mais avançados no controle populacional e junto com eles, precisamos incentivar a adoção responsável com a educação da população. Não adianta castrar, microchipar e continuar na rua. As pessoas precisam adotar esses animais, para evitar que eles fiquem nas ruas. Os cães e gatos estarão castrados, não vão procriar, mas nas ruas ficam expostos e podem oferecer riscos para a população”. Flávia acrescenta que a Prefeitura renovou em setembro o convênio com as três clínicas que vão fazer a castração de 900 cães e 600 gatos na cidade. Os interessados em castrar animais de graça, devem se cadastrar com os Agentes de endemias, Agentes de saúde nas Estratégias Saúde da Família (ESF), na Vigilância Ambiental ou através do telefone 9 9904-2475. A pessoa fornece o endereço e identificação do proprietário, também é feita uma visita técnica, porque o atendimento prioriza famílias que não têm condições de pagar pelo serviço. “Junto com a castração queremos incentivar a adoção responsável.