Destaque »

Comandante da Capitania Fluvial de Minas Gerais visita Araxá

20 de fevereiro de 2020 – 19:24 |

A Capitania Fluvial de Minas Gerais, com sede em Belo Horizonte desde dezembro de 2018, está ampliando sua área de atuação e deve instalar unidades no Triângulo Mineiro e região do Rio Paranaíba. No …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Cultura

Coluna do Francisco Géa

“ETERNOS ÍDOLOS DA M.P.B”

“30 ANOS SEM A MUSA INSPIRADORA DA NOSSA MÚSICA”

“A INESQUECIVEL NARA LEÃO”

1989-2019

Parte final

Francisco José Géa

 

 

 

“NARA LEÃO NO CINEMA”

No ano de 1972, NARA LEÃO participou de um bem agradável filme nacional que se intitulou-se de “QUANDO O CARNAVAL CHEGAR”, filme este dirigido por CACA DIEGUES, com a participação também de CHICO BUARQUE, MARIA BETANIA, HUGO CARVANA, ODETE LARA, ELKE MARAVILHA, ANTONIO PITANGA e JOSÉ  LEWGOY. Trata-se de uma história que mostra as peripécias de um grupo de artistas mambembes, em uma excursão pelo Brasil. Neste agradável filme, NARA LEÃO, canta 5 melodias.

 

“AS PRINCIPAIS MÚSICAS QUE LANÇOU”

 

“OPINIÃO”, “ACENDER AS VELAS”, ESSE MUDO É MEU, CHEGANÇA, NA RODA DA       CAPOEIRA, “QUEM TE VIU E QUEM TE VE”, “COM AÇÚCAR E COM AFETO”, “A NOITE DOS MASCARADOS”, “VENTO DE MAIO”, “O CIRCO”, “ MORENA DO MAR”, “FUI BEM FELIZ”, “RANCHO DAS NAMORADAS”, “CHORINHO”, “PASSA GAVIÃO”, “MAMBEMBE”, “TROCANDO EM MIUDOS”, e etc..

Sendo  ao longo de sua carreira, NARA LEÃO lançou 29 discos (LPS) sendo que o seu último disco, foi gravado poucos meses, antes de sua morte e leva o título de “MY FOOLISH HEART”, um disco diferente, com versões de canções norte-americanas, disco este que teve muita pouca repercussão”.

 

“O FINAL”

No fim dos anos 70, NARA LEÃO, foi diagnosticada, com um tumor no cérebro, sendo que esta doença foi a causadora de que ela ficasse afastada de muitos shows, e de diversas apresentações. O seu desenlace aconteceu em um show que fazia na cidade de BELÉM, no Pará, quando ela passou muito mal, sendo levadas as pressas para o hospital. Levada para a cidade do Rio de Janeiro, foi internada no Hospital SÃO JOSÉ, local onde o seu tumor cerebral, se rompeu, provocando uma forte hemorragia cerebral, que foi fatal e que veio causar a sua morte, fato que se deu na noite do dia 7 de junho de 1989, fato este acontecido para o desgosto e desencanto de seus milhares de fãs e admiradores de todo o Brasil.

(FIM)