Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Destaque, Notícias

CBMM e Mosaic realizam testes com sirenes

Na última terça-feira, dia 14 de maio as empresas mineradoras de Araxá e Tapira, CBMM e Mosaic, realizam testes com sirenes, em áreas próximas às barragens das empresas nos dois municípios. Os testes foram realizados na zona rural de Araxá e Tapira. O toque das sirenes foi um teste para checar o funcionamento de 15 equipamentos  de alerta de segurança e emergência, localizados próximo às barragens da Mosaic e da CBMM. Durante todo o dia as sirenes tocaram várias vezes emitindo uma mensagem informando aos moradores adjacentes, que se tratava de um teste de alerta no caso de rompimento de barragem. Em Tapira, a simulação com as sirenes aconteceu na comundiade rural do Ribeirão do Inferno próximo ás barragens da mineradora Mosaic, onde estão cerca e 15 propriedades rurais que  fazem parte da zona de alto salvamento. A Mosaic informou que no município de Tapira vai instalar 13 sirenes.  Já em Araxá a empresa CBMM também realizou testes com sirenes. Segundo a Assessoria de Comunicação da mineradora araxaense, “ o  objetivo do teste é garantir o funcionamento do sistema de alerta de emergência em barragens, da CBMM. A simulação aconteceu entre 8 horas da manhã e 5 horas da tarde dentro das instalações da empresa, visando também a checagem do alerta sonoro de forma preventiva”.  Conforme estabelecido pela legislação vigente, foram instaladas 6 sirenes com capacidade de promover alerta de emergência, de forma rápida e eficaz, na área denominada Zona de Autossalvamento-ZAS, à jusante (à frente) das Barragens 6, 7 e 8. O Plano de Ação Emergência para Barragens da CBMM, prevê que, no caso de uma eventual situação em que se declare Nível de Emergência 3, as sirenes sejam ativadas para alertar a população potencialmente afetada na Zona de Autossalvamento-ZAS. Os equipamentos estão instalados na propriedade da CBMM, sendo 3 na área interna da planta e 3 na área externa à jusante (à frente) das barragens, na zona rural de Araxá.  A empresa ainda ressaltou que o estudo de ruptura hipotética das barragens da CBMM demostra que não existe possibilidade de fluxo de rejeitos e água para a Zona Urbana da cidade de Araxá e nem para a área industrial da companhia, e que na Zona de Autossalvamento-ZAS existe apenas uma edificação que atualmente não é ocupada.
A CBMM reafirma que todas as suas barragens estão com condições estáveis, inclusive com fatores de segurança acima dos recomendados pelas normas técnicas e exigidos pela legislação vigente. As barragens passam por verificações técnicas periódicas, monitoramento e manutenções constantes, visando garantir o desempenho esperado e as condições de segurança. Mais do que cumprir as legislações vigentes, a CBMM reforça o seu compromisso com a comunidade de Araxá e trabalha de forma proativa, junto aos órgãos competentes, na Gestão de Segurança de suas Barragens.