Destaque »

Hudson Fiuza levanta a bandeira do Samu em Araxá

23 de julho de 2019 – 17:12 |

 
Na luta pela implantação do Samu em Araxá, o vereador Hudson Fiuza do PSL de Araxá,  viu no final da semana que passou mais uma grande conquista pelo seu esforço de trazer o Serviço de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Cultura

8º edição do Fliaraxá mostra seus motivos

Hora de apresentar os motivos e atrações para se pegar estrada ou avião para o Alto Paranaíba, em Minas Gerais, no feriado de Corpus Christi, entre 19 e 23 de junho. Direção? Tauá Grande Hotel e Thermas de Araxá, onde vai acontecer a 8a edição do Fliaraxá – Festival Literário de Araxá. Motivo? “Literatura, Leitura e Imaginação”, o tema central do evento. A data não foi escolhida por acaso. No meio do festival, em 21 de junho, sexta-feira, comemora-se 180 anos de Machado de Assis, um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. O atual presidente, o escritor Marco Lucchesi vai participar da homenagem, ao lado de alguns acadêmicos. Este ano o Patrono local será uma Patrona: a escritora araxaense Maria Santos Teixeira (in memorian). O Autor Homenageado de 2019 é o escritor português Valter Hugo Mãe que vai ficar durante todo o período do Festival, participando de várias atividades, ao lado de cerca de 100 autores e autoras em debates, palestras, conversas, sessões de autógrafos e leituras. E com uma novidade: o projeto “Sempre Um Papo” vai acontecer dentro do festival, em encontros de uma hora com cada autor presente. Em 2018, o Festival reuniu quase 30  mil pessoas em 4 dias de evento, com a presença de 120 autores. Além disso, será montando o “Fliaraxá Gastronomia” na área externa com Hotel, com uma programação muito bem elaborada. Importante: toda a programação do Fliaraxá tem entrada gratuita, graças à Lei de Incentivo à Cultura, sob o patrocínio da CBMM – Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração – e apoio cultural do Itaú. O time de Curadores é composto pela historiadora Heloisa Starling, o cientista político Sergio Abranches, a filósofa Marcia Tiburi e o educador Leo Cunha. Os curadores locais serão os escritores Luiz Humberto França, Rafael Nolli e Rodrigo Feres.