Destaque »

Lídia Jordão faz palestra no 13º Encontro Mulheres com Direito

17 de maio de 2019 – 19:12 |

Lídia Jordão representou Minas Gerais, juntamente com mais nove mulheres da área do Direito, de outros estados do País. Ela foi convidada pela coordenação geral  do Encontro, através da Drª Fabiana Garcia. Para Jordão, …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +, Política, Responsabilidade social

Idosos em tratamento de câncer recebem atendimentos através da Prefeitura

Diversas entidades filantrópicas e assistenciais de Araxá complementam os atendimentos oferecidos com recursos repassados pela Administração Municipal.  O Prefeito Aracely de Paula, através da Secretaria de Ação e Promoção Social, tem acompanhado o trabalho das instituições e a forma de aplicação do dinheiro. A Associação de Amparo às Pessoas com Câncer de Araxá (Ampara), recebeu em agosto de 2018, através de convênio R$ 339.649,43 para atender idosos. A coordenadora Gisele Paiva, informa que com o recurso a instituição construiu rampa de acessibilidade e ampliou a oferta de serviços. As oficinas que eram promovidas duas vezes por semana, são oferecidas todos os dias. Os idosos agora fazem aulas de violão, canto, artesanato e informática com alfabetização; pilates e ginástica, vários tipos de terapias com atendimento individual e em grupo. “O convênio significa muito para os nossos trabalhos. Pudemos ampliar os atendimentos, desempenhar mais atividades, oferecer mais lazer e cultura aos idosos. Isso é muito bom para o paciente e sua família. Mostramos que mesmo enfrentando uma doença grave ele tem capacidade de desenvolver várias coisas benéficas para a vida e para o tratamento”. O paciente em tratamento oncológico de qualquer idade procura a Ampara, é atendido pela assistente social que faz o levantamento econômico da família e visita domiciliar para avaliar as dificuldades. A Associação oferece gratuitamente nutricionistas, médicos e fisioterapeutas parceiros, medicamentos, exames emergenciais, caixas de leite, suplementos alimentares, fraldas geriátricas, bolsas de colostomia, equipes para dietas parenteral, terapias. “A pessoa quando recebe o diagnóstico de câncer, fica sem chão, a primeira coisa que vem à mente é a morte. A gente mostra que ela vai enfrentar uma doença a muito difícil mas que tem capacidade de enfrentar recebendo apoio, carinho, ajuda, pessoas que compreendem e estão prontas para ajuda-las sempre. O trabalho da Ampara é além do tratamento e do resultado, é humanização, vivência, troca de experiência, uma ajuda fraterna de acolhimento”, ressalta Gisele.